Compartilhe este texto

De convulsões a morte: Saiba riscos de transportar drogas no estômago, ânus ou vagina

Por Portal Do Holanda

24/11/2023 10h55 — em
Brasil


Exames de raio-x mostram cápsulas com cocaína dentro dos estômagos de estrangeiros — Foto: Divulgação

O tráfico internacional de drogas é um crime lucrativo, mas também muito perigoso. Uma das técnicas usadas pelos traficantes para driblar a fiscalização é o uso de "mulas", que são pessoas que transportam drogas dentro do próprio corpo.

Algumas técnicas utilizadas são engolir cápsulas de cocaína, colocá-las na vagina ou no ânus. Mas essas práticas são arriscadas para a saúde podendo provocar convulsões, desmaios por dor, intoxicação, rompimento de órgãos e até a morte.

Na quinta-feira (23), um homem foi preso em São Paulo por treinar mais de 30 "mulas" que engoliriam drogas e as levariam para a Europa. Na terça (21), a PF prendeu uma mulher que estava com cápsulas de cocaína escondidas no ânus, vagina e no estômago no Aeroporto Internacional de São Paulo. No dia 14 de novembro, seis passageiros nigerianos também foram detidos após serem flagrados com cápsulas de cocaína no estômago em Guarulhos.

Sobre os riscos de ingerir ou introduzir capsulas de entorpecentes no corpo, a farmacêutica e mestre em toxicologia pela Universidade de São Paulo (USP), Paula Carpes Victório, em entrevista ao G1, explicou sobre o que pode ocasionar na mula ainda mais se as cápsulas estourarem.

O estômago tem ácido clorídrico (HCl) para digerir os alimentos. Esse ácido é muito forte e pode corroer o plástico que envolve as cápsulas de drogas. Se as cápsulas estourarem, uma grande quantidade de entorpecentes será liberada no organismo.

A substância será absorvida pela mucosa do estômago, da vagina ou ânus, que é irrigada por vasos sanguíneos. A droga entrará em contato com as células e chegará ao sistema circulatório.

Os sintomas da overdose variam de acordo com o tipo de substância. A pessoa pode ter convulsões, hemorragia ou até morrer instantaneamente.

Mesmo que as cápsulas não estourem, os riscos são grandes, pois a “mula" pode ter dores no estômago, causando desmaios, vômito, sangramento por lesões nos órgãos.

Para tratar os danos é necessário primeiro retirar as cápsulas e avaliar o quadro do paciente. Dependendo dos casos, é preciso lavagem hospitalar estomacal e intestinal; retirada por endoscopia; uso de carvão ativado; remoção manual via vagina ou ânus; ou cirurgia imediata, de alto risco.


Siga-nos no
O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Brasil, Saúde e Bem-estar

+ Brasil