Datena xinga policial que agrediu sua equipe

Por

06/06/2014 8h41 — em Brasil


O apresentador José Luiz Datena voltou a falar sobre sua indignação com a violência desnecessária de um policial com sua equipe de filmagens.  

"Houve uma agressão desnecessária e isso não combina com a imagem dos policiais. Não deve ter tranqueira como aquele cara que agrediu gratuitamente o nosso cinegrafista. A gente respeita a corporação. Agora aquele cara merece ser retirado das ruas. É necessário separar o 'joio do trigo'. Que fique bem claro aqui. [O policial] não pode representar a polícia inteira. Aliás, ele [cinegrafista] não fez boletim de ocorrência. É nessas horas que a gente precisa fazer por cidadania", acrescentou.

"Onde está o governo de São Paulo?", berrou inúmeras vezes enquanto exibia infinitamente a cena da agressão.

A essa altura, um oficial da PM, responsável pela área de comunicação, procurou o programa, disposto a falar sobre o assunto, mas Datena não aceitou. 

"Só aceito falar com o governador de São Paulo ou o secretário de Segurança", disse.

Alguns minutos se passaram até que, ao telefone, o secretário Fernando Grella Vieira informou que o PM agressor já havia sido identificado e detido. Datena, então, sugeriu que o secretário pedisse desculpas ao câmera da Band que foi agredido. "Nossa solidariedade ao funcionário agredido", disse Grella.

O cinegrafista agredido foi identificado apenas como Hércules e o nome do policial não foi revelado nem pela bande nem pelo Secretário. Datena estava tão chateado que passou parte do programa aos gritos  e exigindo explicações oficiais do governo.