Covid: Eli Lilly pede à FDA alteração em composição de medicamento experimental

Por Estadão Conteúdo / Portal do Holanda

16/04/2021 6h44 — em Brasil

A farmacêutica Eli Lilly solicitou à Agência de Administração de Alimentos e Drogas (FDA, na sigla em inglês), a "Anvisa americana", uma alteração na composição de seu medicamento experimental contra a covid-19. O bamlanivimabe, que hoje tem autorização para uso emergencial nos Estados Unidos, passaria a ser administrado junto ao etesevimab em razão das novas variantes do coronavírus.

Se acatado o pedido, a FDA deve revogar a autorização emergencial do bamlanivimabe e emitir uma nova que valide a utilização dos dois anticorpos monoclonais em conjunto. A empresa garante que a solicitação não se deve a preocupações com segurança.

"A crescente prevalência de variantes indica que o bamlanivimabe, sozinho, pode não neutralizar o vírus totalmente. Com fornecimento suficiente de etesevimabe, acreditamos que agora é o momento certo para completar nossa transição planejada e focar na administração desses dois anticorpos neutralizantes juntos", diz a farmacêutica, em nota.

O bamlanivimabe da Eli Lilly foi o primeiro medicamento composto de anticorpos a ter autorização de uso emergencial emitida pela FDA, a principal agência sanitária do mundo.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Brasil