Compartilhe este texto

Chuva causa alagamentos e regiões da capital de SP ficam em estado de atenção

Por Estadão Conteúdo / Portal do Holanda

26/01/2022 18h15 — em Brasil


A chuva que atingiu a capital paulista na tarde desta quarta-feira, 26, causou o transbordamento de dois córregos e manteve a maior parte em sinal de alerta para alagamentos desde as 18h. Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas (CGESP), também houve queda de granizo no bairro do Ipiranga, por volta das 18h26.

Ao fim da tarde, as rajadas de vento variavam entre 28,4 e 50 quilômetros por hora, nas estações meteorológicas de São Miguel Paulista e da Pena, respectivamente. Os córregos Ipiranga e Moinho Velho, ambos na zona sudeste, transbordaram, causando alagamentos na altura do bairro do Ipiranga.

Há ainda a possibilidade de transbordamento para os córregos Franquinho e Ponte Rasa, ambos na zona leste. Até as 19h30, todas as zonas de São Paulo (Leste, Oeste, Norte, Sul e Sudeste), assim como a região central e as marginais Tietê e Pinheiros estavam em estado de atenção para alagamentos.

De acordo com o CGESP, a instabilidade no clima de São Paulo ocorre pelo calor da temporada e a entrada da brisa marítima na cidade. Imagens do radar meteorológico da Prefeitura mostram precipitação forte, com potencial para mais queda de granizo, rajadas de vento e formação de alagamentos, na Zona Sul, em Santo Amaro e Cidade Ademar, enquanto as chuvas seguem com lento deslocamento.

A previsão é que o clima continue assim na próxima quinta-feira, 27, com os termômetros oscilando dos 21ºC aos 34ºC ao longo do dia. Já na sexta, a frente fria deve avançar para o litoral do Estado e deixar a capital com o tempo abafado durante a manhã.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Brasil

+ Brasil