Advogada diz à CPI que havia 'pacto' entre Prevent e Bolsonaro para impedir o lockdown

Por Agência Senado/Portal do Holanda

28/09/2021 13h06 — em Brasil

Bruna Morato confirmou existência de

A advogada Bruna Morato confirmou as denúncias de médicos de que a Prevent Senior testou em pacientes o "kit covid" para reduzir custos.

E declarou que houve um pacto com o governo Bolsonaro para comprovar sua eficácia e assim impedir o lockdown, para não comprometer a economia.

Bruna Morato mencionou a participação dos médicos Anthony Wong e Nise Yamaguchi e o virologista Paolo Zanotto, que participariam do chamado gabinete paralelo do Ministério da Saúde.

"Existia um plano para que a pessoa pudesses sair às ruas, através do aconselhamento de médicos. Esses médicos eram o doutor Anthony Wong, a doutora Nise Yamaguchi e o virologista Paolo Zanotto. E que a Prevent Senior iria entrar para colaborar com essas pessoas. É como se houvesse uma troca".


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Brasil