Siga o Portal do Holanda

Brasil

Bolsonaro diz que vídeo de reunião ministerial deveria ser destruído

Publicado

em

Foto: Agência Brasil Foto: Agência Brasil
Foto: Agência Brasil

CPI rastreia R$ 250 milhões destinados ao combate a Covid 19 no Amazonas


O presidente Jair Bolsonaro afirmou, nesta terça-feira (12) que a gravação da reunião ministerial de 22 de abril deveria ter sido destruída.   O vídeo mencionado no depoimento do ex-ministro Sergio Moro como prova de que Bolsonaro teria tentado intervir na Polícia Federal está sendo apurado em inquérito pelo ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal. 

Ao falar com jornalistas, o presidente afirmou que quem vazou o vídeo está prestando "desserviço" e que a imprensa está divulgando "fake news" sobre o assunto. 

"Em reunião ministerial, sai muita coisa. Agora, não é para ser divulgada. A fita era para ser destruída – após aproveitar imagens para divulgação, ser destruída. Não sei por que não foi. [Inaudível] Poderia ter falado isso [que a fita foi destruída]? Poderia. Mas jamais eu ia faltar com a verdade. Por isso, resolvi entregar a fita. Se eu tivesse falado que foi destruída, iam fazer o quê? Nada. Não tinha o que falar", disse em declaração a jornalistas em frente ao Palácio do Planalto.

 




Já leu estas ?

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.