Mais de 250 baleias são perseguidas e mortas na Dinamarca

Por Portal do Holanda

27/07/2015 2h48 — em Bizarro


Mais de 250 baleias-piloto foram perseguidas até à praia, onde, encurraladas, foram mortas com arpões e facas pelos habitantes locais enquanto dezenas de pessoas assistiam, incluindo crianças.

O massacre faz parte de uma tradição anual nas Ilhas Faroé, na Dinamarca, e foi denunciado pela organização ambientalista Sea Shepherd Global nas redes sociais.

Segundo o Daily Mail, o evento, conhecido por ‘grindadráp’, está legalizado pelas autoridades e contou com o apoio da marinha dinamarquesa. Cinco ambientalistas foram detidos por tentar parar os locais.

“É incompreensível que a Dinamarca, um país membro da União Europeia, que luta contra este tipo de prática, consiga justificar a sua participação neste massacre”, disse ao mesmo jornal a ativista Wyanda Lublink. Cenas abaixo: 
 
As imagens dos massacre aos animais chocaram o mundo e é um dos assuntos em destaque nas redes sociais.