Bastidores da Política - Wilson Lima abre de vez a porteira para a Covid 19 entrar ...


Wilson Lima abre de vez a porteira para a Covid 19 entrar ...

Por RAIMUNDO DE HOLANDA

18/04/2021 18h08 — em Bastidores da Política

A Covid 19 deu uma trégua ao governador do Amazonas, Wilson Lima. Diante de um número reduzido de casos - queda de 49% no registro de novos infectados,  com as mortes desabando, o governador resolveu abrir a porteira para a boiada passar.  E passou rápido. Não foi surpresa a fiscalização da Prefeitura impedir que um barco de recreio lotado saísse para uma festança, que pessoas já sejam flagradas sem máscaras em restaurantes e shoppings, que o temor e o cuidado que todos tinham com a doença e seu contágio tenham cedido lugar a uma estúpida euforia de que o pior já passou.

O Amazonas foi o epicentro da pandemia, que se espalhou pelo país. Tem como ônus ainda o fato de o vírus ter produzido aqui uma variante perigosa, que já corre o mundo. Outras cepas surgiram e não se sabe ainda qual o seu grau de contágio.

É evidente que a economia tem que funcionar, as pressões de empresários e sindicatos tem sido grande nesse sentido, mas a decisão de ampliar o horário de funcionamento do comércio, dos balneários e academias é precipitada, com alta probabilidade de contribuir para aumentar o contágio e o Estado voltar a viver um período de busca desenfreada por atendimento em urgência e emergência hospitalar para a qual não está e nunca esteve preparado.

A simples queda no número de contágio e mortes não autoriza o governador a tomar decisões que mais tarde terão impacto negativo na vida do Estado do Amazonas, da cidade de Manaus e das pessoas.

Mas Wilson não pensa, age por impulso, quando age… Na maioria das vezes são os "outros" que decidem por  por ele…

Raimundo de Holanda é jornalista de Manaus. Passou pelo "O Jornal", "Jornal do Commercio", "A Notícia", "O Estado do Amazonas" e outros veículos de comunicação do Amazonas. Foi correspondente substituto do "Jornal do Brasil" em meados dos anos 80. Atualmente escreve a coluna Bastidores no Portal que leva seu nome.