Bastidores da Política - Sobre a cassação do título de cidadão do Amazonas concedido a Durango


Sobre a cassação do título de cidadão do Amazonas concedido a Durango

Por RAIMUNDO DE HOLANDA

26/05/2021 19h34 — em Bastidores da Política

A Assembleia Legislativa do Amazonas saiu pequena de uma discussão ainda menor: cassar ou não o titulo de cidadão  concedido ao publicitário Durango Duarte? Prevaleceu o entendimento de que o Poder Legislativo foi desrespeitado pelo publicitário, ao levantar suspeitas sobre benesses e negócios não republicanos de deputados com o governo.

A cassação do titulo foi formalizada nesta quarta-feira. Mas e a ideia de adoção - que é o que representa o título concedido ao homem que os parlamentares concordavam que contribuiu  com  o Estado, com o poder público e a sociedade, base da justificativa para a concessão da cidadania amazonense? Não vale ? O que mudou ?

A manifestação, talvez exagerada e imprecisa de Durango, que como um filho diligente -  a Assembleia Legislativa não o adotou, afinal ? -  peca pela rebeldia e pela falta de limites.

A medida adotada pelos parlamentares, em contraposição a uma entrevista de Durango, foi excessiva, pelo seu  caráter punitivo.

Preocupa porque dá contornos à fala do publicitário e expõe abertamente um Poder que precisa se manifestar abertamente sobre as acusações e mostrar que foram levianas.

Cassar o titulo de cidadão não foi uma medida inteligente, nem a proposta de moção apresentada por um dos parlamentares, que extraiu da entrevista concedida pelo publicitário a parte mais delicada (Veja abaixo) e  contra a qual não houve um pronto desmentido.

A Assembleia Legislativa do Amazonas tem uma história que legitima a democracia entre nós e merece o respeito dos amazonenses . Estando dentro do Poder e dele fazendo parte é incompreensível que os parlamentares não tenham percebido:

1- Que a primeira medida a ser adotada seria desconstruir de forma categórica as acusações do publicitário, enumerando cada uma.

2- Entender que  a Casa Legislativa é o Poder que representa a sociedade e que seu fundamento é saber conviver com o contraditório.

3- Uma crítica aqui, uma acusação, ali não afeta o Poder Legislativo, afeta interesses pessoais de parlamentares. Afeta o cidadão que quer respostas, a afeta o principio da transparência.

Clique para baixar arquivo

Raimundo de Holanda é jornalista de Manaus. Passou pelo "O Jornal", "Jornal do Commercio", "A Notícia", "O Estado do Amazonas" e outros veículos de comunicação do Amazonas. Foi correspondente substituto do "Jornal do Brasil" em meados dos anos 80. Atualmente escreve a coluna Bastidores no Portal que leva seu nome.