Compartilhe este texto

A disputa do governo do Amazonas e as opções dos eleitores


Por Raimundo de Holanda

06/06/2022 22h35 — em
Bastidores da Política



Cerca de 4 meses separam o eleitor da tarefa de avaliar, nas urnas, a administração Wilson Lima. A eleição de outubro será, de certa forma, plebiscitária. Lima tem altos e baixos e busca recuperar uma popularidade que perdeu tração, engolida por dois anos de pandemia, mas que em 2018 lhe rendeu mais de 1 milhão de votos.  

As pesquisas divulgadas até aqui mostram que ele permanece competitivo, mas ainda distante da novidade que significou sua candidatura três anos atrás.

O apoio do prefeito de Manaus, David Almeida, declarado semana passada, pode conferir a Wilson Lima  o ingrediente que ele buscava para reconquistar um  eleitorado agora mais arredio, porém exigente e mais esclarecido.

AMAZONINO MENDES

Quatro meses até a eleição  parece tempo demais. Não é. A campanha já começou nas redes sociais  e os candidatos que estão se antecipando seguramente levarão uma fatia do eleitorado. Nesse aspecto, ponto para o ex-governador Amazonino Mendes, que se limita a mostrar o histórico de realizações de seus governos.  Atualmente lidera as pesquisas de intenção de votos.

EDUARDO BRAGA

Quem anda colado no governador Wilson Lima é o senador Eduardo Braga, que ainda não disse que é candidato, mas cresce nas pesquisas. Eduardo anda mais reservado, nem parece aquele político ousado e determinado dos velhos tempos. Se perder a timidez, pode ser a surpresa das próximas  eleições...



Raimundo de Holanda é jornalista de Manaus. Passou pelo "O Jornal", "Jornal do Commercio", "A Notícia", "O Estado do Amazonas" e outros veículos de comunicação do Amazonas. Foi correspondente substituto do "Jornal do Brasil" em meados dos anos 80. Tem formação superior em Gestão Pública. Atualmente escreve a coluna Bastidores no Portal que leva seu nome.