Siga o Portal do Holanda

Fracasso de Wilson Lima provoca nova perspectiva de poder no Amazonas

Publicado

em

A crescente perda de popularidade  de Wilson Lima abriu perspectivas de poder para os diversos atores políticos que participaram das eleições do ano passado. Wilson não tem base parlamentar que o sustente em eventual processo de impedimento,  nem interlocução com setores do judiciário. E fatos se acumulam, sustentando o questionamento, senão da probidade administrativa,  da  clara omissão do dever ou da responsabilidade de governar o Estado.

É verdade que dois meses é pouco tempo para construir uma base parlamentar e uma interlocução com o Judiciário. Mas nesse pouco tempo ele andou na contramão dessa estrada,  desconstruindo sua própria imagem.

O tempo do Wilson que cuidava da bronca dos outros por trás de uma câmera de tv acabou. 

O Wilson de agora tornou-se uma bronca para os eleitores que votaram nele e por tabela para todo o Amazonas.

BARRANDO O 'INIMIGO'

O governo começa a se sentir incomodado com a própria falta de eficiência, denunciada sistematicamente pela oposição. Sem ter como responder ao desafio de normalizar o fornecimento de remédios aos prontos socorros, a saída foi ‘barrar’ o inimigo com a força.

AGORA JÁ ERA

Desde o início de fevereiro o deputado Wilker Barreto desafia a bancada de Wilson Lima a provar que a lista de medicamentos dos prontos socorros estaduais existe e está disponível  para a população. 

A liderança do governo disse que já estava, mas Wilker mostrou a lista do dia faltando quase todos os remédios, especialmente os mais necessários na urgência e emergência.

@@@

Como não dá pra mostrar a ‘prova dos nove’, o recursos foi Wilson acionar os diretores dos hospitais para que determinassem aos segurança impedirem a entrada do deputado.

A primeira ‘refrega’ aconteceu neste sábado  no 28 de Agosto, onde Wilker anunciou que iria conferir a lista. Lá bateu de frente com a segurança e não passou da entrada.

Porém descobriu que urgência e emergência hospitalar no governo de Wilson só no horário comercial...

E AÍ, PLINIO, DE QUEM FALAVAS?

O senador Plínio Valério não explicou a quem se dirigia no discurso que fez quinta-feira, quando pediu aos colegas tolerância, equilíbrio e harmonia, e recomendou aos senadores: “Não podemos nos juntar a picuinhas.” Mas o alvo mais provável é a família Bolsonaro.

 

+ BASTIDORES DA POLÍTICA

-

Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

LEIA A BULA: AVALIAÇÃO DA SAÚDE PÚBLICA NO AMAZONAS

 Siga o Holanda

Amazonas

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.