Siga o Portal do Holanda

Caso Neymar: quando a lei se perde em uma ‘rede de mentiras' que anestesia o país

Publicado

em

Cria-se leis para proteger a mulher de abusos, mas esse direito se torna cada vez mais abusivo, provocando uma guerra de sexos. O medo criou o transgênero e pode degradar a espécie.

O Brasil vive um momento de insegurança jurídica inquietante e perigoso, onde os poderes constituídos se tornaram reféns das redes sociais. Pessoas são julgadas e as leis aplicadas de acordo com a tendência dos internautas. Promotores e juízes têm e punição como objetivo.

O legislativo e o judiciário agem como se os conflitos sociais se resolvessem com novas leis ou o endurecimento das já existentes. E o objetivo é punir e levar à prisão, não ressocializar.

O fato é que o recrudescimento das punições pelo Judiciário transforma as prisões brasileiras em verdadeiros campos de concentração. O nazismo tão criticado está vivo nos presídios.

Cria-se leis para proteger a mulher de abusos, mas esse direito se torna cada vez mais abusivo, provocando uma guerra de sexos. O medo criou o transgênero e pode degradar a espécie.

Exemplo vivo desse caldeirão de conflitos que transborda nas redes sociais, é o caso Neymar, onde a legalidade acaba se perdendo numa ‘rede de mentiras’, que anestesia o país.

Falta aos gestores dos poderes a compreensão de que a principal regra de convivência é o respeito de um ao direito do outro. E isso envolve a ressocialização da família, da escola e das pessoas.

+ BASTIDORES DA POLÍTICA

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.