Siga o Portal do Holanda

Policial

Marido de assessora parlamentar implorou para não ser morto por ela e amigo de infância

Publicado

em

Foto: Pedro Braga Júnior/Portal do Holanda Foto: Pedro Braga Júnior/Portal do Holanda
Foto: Pedro Braga Júnior/Portal do Holanda

Manaus/AM - A assessora parlamentar Elciane Silva Souza, 36, acusada de mandar matar o marido, foi apresentada na manhã desta segunda-feira (25) juntamente com um dos suspstos autores do crime, Alexandre Cavalcante dos Santos, 33, conhecido como “Caverna”.

De acordo com o delegado Thomaz Vasconcelos, Elciane e “Caverna” eram amantes e teriam juntamente com outros dois homens executado a facadas o empresário Emerson Pinto dos Reis, 38, com quem a assessora era casada há 23 anos.

Segundo o delegado, a frieza de “Nega”como é conhecida, deixou até a polícia chocada. A mulher escondeu os três homens no quarto da casa onde morava e atraiu Emerson para a emboscada. Ao chegar em casa o empresário foi surpreendido pelo trio que lhe jogou no chão e aplicou vários chutes. Elciane observava tudo e deu a ordem para que “Caverna” esfaqueasse a vítima.

Um menor que participou do crime, contou em depoimento que Emerson implorou pela vida e se declarou a esposa antes de morrer: “No momento em que estavam desferindo os golpes, ele clamou pela vida e disse a esposa: Eu te amo, não faz isso comigo”, disse o delegado. Nesse momento Elciane teria se aproximado e chutado várias vezes o rosto dele.

O empresário também pediu que “Caverna”, que era amigo de infância que lhe poupasse e o homem acabou soltando a faca e se retirando do quarto. Mas foi o menor e o outro suspeito terminaram o serviço.

Não satisfeita com a execução, Nega mandou que esquartejassem o marido e se desfizessem das partes no Ramal do Brasileirinho, onde as duas malas com o corpo foram encontradas enterradas quatro meses depois.

O homicídio só foi descoberto porque a irmã de Emerson registrou o desaparecimento dele. Na época a assessora compareceu posteriormente a delegacia e disse que o marido havia sumido depois de uma discussão do casal. Após meses de investigação a polícia chegou aos acusados e começou a montar o quebra-cabeças do crime. Elciane se entregou a polícia na última sexta-feira (22) e chegou a alegar que estava sendo ameaçada pelo autores do crime.

Para a polícia a motivação do assassinato foi uma briga pelos bens do casal, já que Emerson havia manifestado o desejo de se separar por conta dos constantes casos extraconjugais dela.

MP-Am humilha em aeroporto mãe de indiciado

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.