Compartilhe este texto

Viola Davis diz em Cannes que um diretor a chamou pelo nome de sua empregada

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

20/05/2022 22h35 — em
Arte e Cultura



SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A atriz americana Viola Davis afirmou que sofreu microagressões diversas vezes causadas por racismo ao longo de sua carreira em Hollywood em entrevista na conferência organizada pela revista Variety e pela loja de artigos de luxo Kering durante o Festival de Cannes.

Davis deu o exemplo de um diretor que a chamou pelo nome de sua empregada. "Eu tive um diretor que fez isso comigo, e eu descobri que se tratava do nome da empregada dele. Eu estava talvez com cerca de 30 anos na época, então foi há um bom tempo. Mas o que você tem que perceber é que essas microagressões acontecem o tempo todo", ela afirmou, sem revelar o nome do ex-colega de trabalho.

A atriz americana Viola Davis afirmou que sofreu microagressões diversas vezes causadas por racismo ao longo de sua carreira em Hollywood em entrevista na conferência organizada pela revista Variety e pela loja de artigos de luxo Kering durante o Festival de Cannes.

Davis deu o exemplo de um diretor que a chamou pelo nome de sua empregada. "Eu tive um diretor que fez isso comigo, e eu descobri que se tratava do nome da empregada dele. Eu estava talvez com cerca de 30 anos na época, então foi há um bom tempo. Mas o que você tem que perceber é que essas microagressões acontecem o tempo todo", ela afirmou, sem revelar o nome do ex-colega de trabalho.

Davis relembrou ocasiões em que foi rejeitada como atriz no passado e disse que muitas vezes ela não foi selecionada por ser negra ou porque Hollywood não a achava "bonita o suficiente". "Isso me tira do sério", ela afirmou, em referência ao padrão de beleza imposto pela indústria do cinema. "Isso quebra meu coração e me deixa enraivecida."

Realizada entre os dias 17 e 28 de maio, a edição do Festival de Cannes deste ano homenageia o ator americano Forest Whitaker com uma Palma de Ouro honorária, 34 anos depois de ele ter levado o prêmio de melhor ator por sua atuação como o jazzista Charlie Parker em "Bird", de Clint Eastwood.



O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Arte e Cultura

+ Arte e Cultura