Compartilhe este texto

Spotify diz ter removido 20 mil episódios de podcasts com fake news sobre Covid

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

27/01/2022 18h36 — em
Arte e Cultura



SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Em meio à polêmica envolvendo o músico Neil Young, que teve sua obra retirada do Spotify após acusar o aplicativo de patrocinar conteúdo antivacina, a plataforma de streaming de áudio divulgou em nota enviada em reposta a questionamentos da reportagem que já removeu "mais de 20 mil episódios de podcast relacionados à Covid-19 desde o início da pandemia".

"Queremos que todo o conteúdo de música e áudio do mundo esteja disponível para os usuários do Spotify. Com isso, vem uma grande responsabilidade em equilibrar a segurança para os ouvintes e a liberdade para os criadores", disse a o comunicado. "Lamentamos a decisão de Neil de remover sua música do Spotify, mas esperamos recebê-lo de volta em breve."

O conflito entre a maior plataforma de áudio do mundo e Young começou nesta terça-feira, quando o músico postou uma carta em seu site endereçada a sua gravadora, o Warner Music Group, exigindo que o Spotify não tocasse mais suas músicas caso mantivesse no ar o podcast de Joe Rogan, acusado de propagar desinformação sobre a pandemia de Covid-19.

A carta foi posteriormente apagada, mas em nova declaração Young rotulou o Spotify de "lar da desinformação sobre Covid que põe vidas em risco", que ainda por cima tinha "mentiras sendo vendidas por dinheiro".

"Quero que vocês avisem ao Spotify imediatamente hoje que quero todas as minhas músicas fora da plataforma deles. Eles podem ter Rogan ou Young. Não os dois", escreveu Young na carta.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Arte e Cultura

+ Arte e Cultura