'Espero que a justiça seja feita', diz Oprah Winfrey sobre João de Deus

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

13/12/2018 10h39 — em Famosos & TV

Foto: Reprodução Instagram

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A apresentadora americana Oprah Winfrey divulgou, nessa quarta (12), uma nota sobre as acusações de assédio sexual contra João de Deus. Mulheres que procuraram o médium para tratamentos espirituais afirmam que foram abusadas por ele.

"Eu tenho empatia pelas mulheres que estão se apresentando agora e espero que a justiça seja feita", afirmou ela.

Oprah visitou João de Deus em 2012, para gravar uma edição do programa "Oprah's Next Chapter". O episódio, que foi ao ar em 2013, foi retirado do canal dela do YouTube e de seu site oficial.

A apresentadora esteve na Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia (GO), onde João faz os seus atendimentos. Oprah  acompanhou sessões e chegou a segurar instrumentos enquanto ele fazia operações.

A americana foi uma das maiores defensoras do #MeToo, movimento que denunciava assédios sexuais sofridos por estrelas do cinema dos Estados Unidos.