Falha no Ifood expõe dados de usuários do aplicativo

Por Portal do Holanda

19/06/2020 13h41 — em Brasil

Foto: Reprodução

Usuários do iFood afirmaram, nas redes sociais nesta sexta-feira (18), estar com problemas na lista de pedidos e de endereços do aplicativo. Segundo os relatos, os usuários estariam com acesso a pedidos, inclusive alguns em andamento, que não fizeram e a endereços que não são os seus.

Segundo um site de notícias do Globo, o site Down Detector, que agrega reclamações de usuários de diferentes tipos de serviços on-line, apontou um pico de queixas sobre o iFood nesta sexta: a maioria das pessoas afirma estar com acesso a informações que não reconhecem.

O caso gerou preocupação entre os usuários sobre informações financeiras salvas no aplicativo, principalmente os dados de cartão de crédito.

Em nota, a empresa afirmou que "passou por um problema de atualização", que durou "cerca de 30 minutos" e que não houve ataque à plataforma.

"Durante esse breve período, o sistema exibiu dados pessoais dos usuários de maneira aleatória. A empresa reforça que, ainda assim, não foi possível que clientes fizessem pedidos por outras pessoas ou acessassem contas de terceiros", disse o iFood.

Ainda segundo o iFood, "os meios de pagamento ficam gravados apenas nos dispositivos dos próprios usuários, e não são armazenados nos bancos de dados da plataforma".

O iFood diz ter feito o logout dos usuários impactados pela falha. Essas pessoas ficaram impossibilitadas de realizar pedidos nesta manhã. A empresa disse que a situação foi normalizada, que está comunicando os usuários do ocorrido e se colocou à disposição das autoridades.

Usuários de iFood relatam cobranças indevidas e app culpa senhas vazadas de outros serviços

Usuários do iFood já relataram prejuízos e incômodos decorrentes de invasões de contas e cobranças não autorizadas na plataforma – inclusive em cartões virtuais criados para uso exclusivo no aplicativo. O iFood explicou, na ocasião, que não armazena dados dos cartões usados em pagamentos e que as invasões ocorreram devido ao uso de senhas repetidas, vazadas de outros serviços.

A plataforma também impôs restrições ao uso de maquininhas para pagamentos na entrega após consumidores denunciarem golpes de milhares de reais em equipamentos adulterados.

As informações de endereço e pagamento podem ser consultadas na aba "Perfil" do aplicativo e podem ser removidas ou alteradas.