Imazon se junta com a Microsoft para combater desmatamento na Amazônia

Por Portal do Holanda

01/02/2021 10h17 — em Amazônia

Foto: Pixabay

No ano passado, o desmatamento na Amazônia cresceu e bateu novos recordes de devastação segundo o Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon). Foi o maior registro dos últimos 10 anos, fechando com mais 8 mil km² de áreas destruídas, tendo vegetação, fauna e flora prejudicadas.

Cerca de 60% da floresta amazônica ficam dentro do área do Brasil, onde fica a maior floresta tropical do mundo. E essa imensidão da floresta complica o combate ao desmatamento ilegal, que só aumenta todos os anos, de acordo com o Imazon.

Os monitoramentos da área feitos por satélites, por instituições como Imazon, Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) e até mesmo pela Nasa (Agência Espacial Norte Americana) conseguem registros precisos, mas a análise dessas informações, feita por técnicos de forma manual, acaba sendo um processo bastante lento.

Carlos Souza, coordenador de monitoramento da Amazônia e pesquisador associado do Imazon, define essas estradas ilegais abertas como "artérias da destruição", e explica que 95% do desmatamento acumulado se concentra em um raio de cinco quilômetros de todas as estradas registradas.

O início do projeto exigiu uma força-tarefa de mais de 20 instituições que atuam na região amazônica – como prefeituras, ONGs, pesquisadores, advogados, brigadas de incêndio e Ministério Público.

Usando metodologia de design thinking, eles definiram os tipos de informações – ou inputs – importantes em relação ao combate ao desmatamento e como deverá ser criado o painel (dashboard) que, ao final do projeto, ficará disponível para a sociedade e exibirá os principais indicadores. 

O projeto desse monitoramento em IA é inédito para a Microsoft e para o Brasil. Outro projeto será aplicado com uma criação de um aplicativo para trabalhos in loco, com alertas enviados por pessoas e ONGs que atuam diretamente em campo, que servirão como uma espécie de informante. Vale lembrar que a Microsoft atua, além do treinamento da IA, no crédito em nuvem (sistema azure), uma vez que a tecnologia cloud será fundamental para a disponibilzação online do painel.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Amazônia