Wilson Lima se pronuncia sobre planilha encontrada pela PF em seu gabinete

Por Portal do Holanda

16/07/2020 22h08 — em Amazonas

Foto: Reprodução/Instagram

O governador do Amazonas respondeu à coluna de Lauro Jardim, do O Globo, que afirma que durante a operação de busca e apreensão da Operação Sangria no gabinete de Wilson Lima, a PF encontrou outros documentos como uma planilha de gastos de campanha, que, segundo o jornalista, poderia "puxar o fio de outras investigações do MPF.". 

Veja a nota de Wilson na íntegra: "O governador do Amazonas Wilson Lima esclarece que a planilha apreendida pela Polícia Federal e indevidamente vazada a imprensa não tem qualquer vínculo com a campanha eleitoral de 2018. O material é uma relação comparativa entre as campanhas publicitárias feitas pelo Governo do Estado nos anos 2018 e 2019, utilizando as agências publicitárias que prestam serviços ao Governo do Amazonas. Nenhuma das três agências publicitárias contratadas pelo Governo do Amazonas, via licitação em 2017, teve qualquer participação na campanha eleitoral de 2018. “Não aceito acusações levianas e infundadas e nem a tentativa de vincular ações administrativas e que dizem respeito ao Governo do Estado a questões eleitorais que foram tratadas no âmbito devido. Eu tive todas as contas eleitorais aprovadas e nenhuma das agências que presta serviço ao Estado participou da eleição. Portanto, estão querendo colocar um peso político sobre mim baseando-se em suposições e não vou admitir isso”.

Na publicação, Lauro Jardim afirmou que a planilha de duas laudas intitulada demonstrativo campanhas 2018, resumo mensal. veiculação 03 agências', foi encontrada em seu gabinete durante a busca e apreensão que mirava compras superfaturadas e fraudes nas aquisições de respiradores durante a pandemia da Covid-19.