Siga o Portal do Holanda

Amazonas

Tuberculose é tema de capacitação de profissionais de saúde em Manaus

Publicado

em

A Secretaria Municipal de Saúde realiza até a quinta-feira,  das 8h às 18h, o Seminário de Manejo Clínico de Tuberculose, no auditório da Unidade Básica de Saúde (UBS) Nilton Lins, zona Centro-Sul.  A capacitação reúne 100 médicos e enfermeiros que atuam em UBSs, unidades prisionais e Fundação Doutor Thomas, para a promoção da atualização de informações e aprimorar o atendimento ao paciente, desde o acolhimento à cura da doença.
 
Dessa vez foram priorizados os profissionais do Programa Mais Médicos e os convocados do último concurso da Semsa.  De acordo com a subsecretária municipal de Gestão da Saúde, Lubélia Sá Freire, uma das contribuições do Seminário é pensar novas estratégias de redução do índice de abandono do tratamento. “Como a tuberculose é uma doença que tem, no mínimo, seis meses de terapia, o paciente após melhora dos sintomas, abandona o medicação. Isto é ruim, pois pode haver uma recaída, com um quadro mais complexo. Nos primeiros meses é mais difícil, mas depois é necessário apenas o hábito de continuar tomando o remédio até a cura”, esclareceu.
 
Desde a implantação em todas as UBSs do Teste Rápido Molecular de Tuberculose, em agosto do ano passado, houve considerável aumento no número de casos diagnosticados. O Amazonas lidera o ranking em relação ao número de casos entre os Estados brasileiros, com 70% dos pacientes concentrados na capital. Deste universo de pacientes da capital, aproximadamente 16,2% abandonaram o tratamento em 2013. “Nós melhoramos bastante quanto ao diagnóstico na rede, mas o paciente tem que ter consciência que a cura é de 100% apenas por meio do tratamento completo, de acordo com a recomendação médica”, ressaltou Lubélia Sá Freire.
 
Sobre novas estratégias de manejo do paciente com Tuberculose, o gerente de Vigilância Epidemiológica da Semsa, Jair Pinheiro, destacou a medida adotada pelo Distrito de Saúde Leste (Disa Leste), que passou a entregar a medicação uma vez por semana ao invés de entregar o tratamento para 30 dias completos, orientando o usuário a retornar para buscar a outra parte dos medicamentos e contribuindo para um tratamento diretamente observado. Isto resultou no aumento de 82,9% do índice de cura e na redução no percentual de abandono em 13%, naquele distrito.
 
A capacitação faz parte da estratégia de educação permanente da Semsa e é uma parceria com o Ministério da Saúde (MS), por meio do projeto Ações Contingenciais de Vigilância, Prevenção e Controle da Tuberculose. O seminário conta com a presença de dois facilitadores do Programa Nacional de Controle da Tuberculose, enviados pelo MS.
 
“Durante dois dias, serão apresentados estudos de caso para debate. Por meio de aparelhos eletrônicos de votação, os profissionais irão escolher umas das condutas dadas como opções e, a partir do resultado, os facilitadores irão aprofundar os conhecimentos e informações técnicas de cada caso”, explicou o Jair Pinheiro.
 
 

+ Amazonas

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2020 Portal do Holanda.