Sesi leva Alimentação Saudável a indústria

Por Portal do Holanda

03/11/2014 15h23 — em Amazonas

Pelo menos 97 trabalhadores da Springer Plásticos da Amazônia foram “aprovados” na avaliação final do Programa Alimentação Saudável na Indústria, desenvolvido durante seis meses na empresa pelo Sesi Amazonas. No encerramento das atividades, na última sexta-feira teve sessões de macroginástica e massoterapia, café da manhã balanceado, com o tradicional “suco da horta” servido pela equipe do Cozinha Brasil, e intermediação do Grupo de Teatro do Sesi, culminando com a entrega dos certificados.

Realizado de abril a outubro, com o objetivo de proporcionar aos trabalhadores da Springer um estilo de vida mais saudável, o programa do Sesi aplicou na empresa o Diagnóstico de Saúde e Estilo de Vida. De acordo com a nutricionista Creuza Varela, a maioria dos colaboradores da empresa que participaram do programa apresentava alto risco de adquirir doenças crônicas não transmissíveis, como diabetes e hipertensão.

“Muitos desses trabalhadores não estavam acima do peso, mas tinham uma alimentação pobre em vegetais e fibras, o que se refletia em problemas intestinais, além do aumento da taxa de colesterol e triglicerídeos”, explica a profissional. Ela disse que durante o programa, a alimentação foi mudada, com a introdução de saladas, verduras e frutas. Segundo Varela, o programa desenvolvido pelo Lazer Ativo do SESI, atendeu os três turnos de produção da empresa, além do departamento comercial, e teve início com ações de sensibilização e reeducação alimentar e atendimento clínico nutricional.

Segundo Varela, o resultado obtido é satisfatório, com base na média de desempenho por turno. Os trabalhadores do 1º turno conquistaram a melhor média com 7,3 pontos, seguidos do 3º turno com 6,9. Os trabalhadores do comercial alcançaram a média de 6,8, enquanto os do 2º turno ficaram com 5,8. No total, reunindo os quatro turnos houve uma redução de peso em percentual de gordura, de 91,9kg, e de 2,78m de redução da circunferência da cintura. O 1º turno apresentou o melhor desempenho com a redução do peso de 28,4Kg e redução da cintura de 94cm.

O técnico de Controle da Qualidade, Delvane da Silva, foi o colaborador que apresentou o melhor desempenho, com a eliminação de 54,2% de excesso de peso em relação ao peso ideal. Mário Henrique Júnior ficou em 2º, com a eliminação de 45,8% de excesso de peso, e Alcemir Lopes ficou na terceira colocação.

Delvane tem 46 anos e trabalha no 3º turno. Segundo ele, a adoção do programa pela empresa foi importante para sua reeducação alimentar. Ele reconhece que o consumo de frutas, verduras e saladas, associado à prática de atividades físicas, é essencial para a qualidade de vida das pessoas. Delvane disse que pratica musculação, em academia, de segunda a sábado, e ainda faz caminhadas, ressaltando que o relacionamento melhorou no trabalho, com os amigos e na família, mas que é preciso muita força de vontade para mudar os hábitos.