Prefeitura mantém acompanhamento às famílias atingidas pela cheia do Rio Negro

Por

02/07/2014 16h41 — em Amazonas

A Prefeitura de Manaus mantém o acompanhamento às famílias que tiveram suas casas atingidas pelo Rio Negro em virtude da cheia deste ano. O trabalho é realizado de forma integrada por várias secretarias municipais: de Infraestrutura, Limpeza e Serviços Públicos e Saúde. Apesar de ter registrado indícios de vazante no dia 17 de junho, com 29,46m, nesta quarta-feira, o rio voltou a subir, atingindo o nível máximo deste ano: 29,49m.

Nos anos anteriores, a cota máxima foi alcançada ainda em junho, assim como em 2012, quando foi registrada a cheia recorde em Manaus, com a marca de 29,97m. Para o secretário-executivo de Proteção e Defesa Civil do município, Aníbal Gomes, apesar de o rio continuar a subir no segundo semestre, não deve haver grandes impactos. “Nosso parâmetro de prevenção foi estipulado com o planejamento na cheia de 2012. Então, ainda temos vantagem referente ao planejamento realizado para esse ano”, concluiu.

O terceiro e último alerta divulgado pelo CPRM – Serviço Geológico do Brasil, no dia 30 de maio deste ano, estimou que o Rio Negro atingiria o nível máximo de 29,60m na cheia deste ano.