Prefeitura inaugura duas novas UBSs na zona Leste

Por

08/07/2014 14h46 — em Amazonas

A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, inaugurou na noite desta segunda-feira, 7, duas novas Unidades Básicas de Saúde, na zona Leste, a UBS – Leste 05,  localizada na Rua Agalmatolita, nº 1147, bairro Tancredo Neves; e a UBS – Leste 44, na Rua Cinco, s/nº, Jardim Mauá, bairro Mauazinho.

De acordo com levantamento realizado pela Semsa, desde o início da administração do prefeito Arthur Virgílio Neto foram entregues à população 14 novas Unidades Básicas de Saúde, permitindo a ampliação da cobertura da oferta dos serviços de Atenção Primária da Saúde na capital.

Segundo Arthur Neto, a cidade já conta com mais de 50% da cobertura básica. “Cerca de 40% das pessoas que procuram atendimento numa UBS são diabéticas ou hipertensas. Nós oferecemos remédios para essas pessoas de forma gratuita, temos as academias ao ar livre, onde elas podem fazer atividades físicas e com o controle destas moléstias, não será necessário que elas procurem as unidades de saúde do Estado e, com isso, reduzimos as filas, possibilitando que as pessoas marquem consultas de forma muito mais rápida”, destacou.

As duas novas UBSs foram construídas com padrão de 130 metros quadrados e estão equipadas, cada uma, com um consultório médico e outro de enfermagem, dois gabinetes odontológicos, farmácia, salas de nebulização, curativo e imunização.

O atendimento em saúde será disponibilizado por uma equipe de Saúde da Família, composta por um médico generalista, enfermeiro, técnico de enfermagem e sete agentes comunitários de Saúde, além de cirurgião-dentista generalista e um atendente de consultório dentário.

Conforme planejamento divulgado pela Semsa, a Prefeitura de Manaus deve inaugurar novas 12 Unidades Básicas de Saúde ainda no segundo semestre de 2014. Elas serão distribuídas nas zonas Norte, Leste, Oeste e Sul da cidade. A previsão é de que neste mês de julho seja inaugurada a UBS L 09.

“Este é o compromisso de ampliar a cobertura aos vazios assistenciais que existem em nossa cidade. Nós vamos ter mais oferta e isso desafoga os hospitais e prontos-socorros do Estado. Com as inaugurações e valorização dos profissionais que atuam nessa área nós temos condições de levar mais saúde à população”, concluiu o secretário da Semsa, Homero de Miranda Leão.