Prefeito de Parintins reclama da falta de verbas estaduais para o festival

Por

11/06/2014 14h43 — em Amazonas

Faltando  16 dias para o 49º Festival Folclórico, o prefeito de Parintins, Alexandre da Carbrás (PSD), reclama da falta de verbas estaduais para a preparação do evento, considerado o maior do Estado. O prefeito afirmou que está sentindo um “tratamento diferenciado do Poder Executivo estadual em comparação a outros anos e a outros prefeitos municipal.

Atualmente, todos os serviços de preparação da cidade estão sendo custeados pelo próprio município, como pintura das ruas, tapa-buracos, capitação e outros. 

De acordo com Carbrás, do montante prometido de R$ 15 milhões e equipamentos para ajudar nas obras da cidade, nada foi destinado ao município, que mesmo com as demais obras emergências para a cheia, está arcando sozinho com a preparação da cidade para receber os mais de 80 mil visitantes.

Conforme explicou o secretário de Cultura do Estado (SEC), Robério Braga, foi feito um acordo para destinar R$ 1,5 milhão para a Festa do Visitante, mas até o momento a Prefeitura de Parintins ainda não enviou o projeto para a SEC. Além disso, Robério afirmou que a SEC injetou mais R$ 12 milhões em ajuda direta aos dois bumbás da Ilha, Caprichoso e Garantido.

No caso da infraestrutura de Parintins, a Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra) a assessoria de comunicação informou que o governo do Estado do Amazonas, por intermédio da Seinfra, já disponibilizou um montante de R$ 1,5 milhão destinado à realização de recuperação da infraestrutura viária da sede do município de Parintins. O processo está sendo encaminhado nesta quarta-feira, 11, para a Comissão Geral de Licitação (CGL-AM), para a realização do devido processo licitatório e contratação de empresa especializada para a prestação do serviço.

Também tramita na Seinfra processo referente a reforma do Centro Cultural de Parintins, o Bumbódromo, esse processo aguarda apenas o que, tecnicamente, é chamado de destaque, oriundo da Secretaria de Cultura (SEC), para ser iniciado. Em ambos os casos o processo licitatório deverá ser diferenciado, de modo a garantir a realização da obra no tempo certo.

Carbrás lamentou que mesmo sendo parceiro político do governador José Melo (PROS), não tem recebido a consideração e os investimentos prometidos ao maior município do interior do Amazonas. “Eu fui o primeiro prefeito do Estado a levantar a bandeira dizendo quem são meus comandantes políticos e eu não estou vendo nada em troca. Eu estou me sentido abandonado pelos meus comandantes. Eu preciso desabafar com a população, porque sou cobrado por coisas que não fui eu que prometi”, salientou ele lembrando que ano passado fora prometido um pacote de mais de R$ 200 milhões em obras na cidade pelo governo do Estado.

Em reunião recente, Alexandre informou que o governador José Melo acertou o envio de maquinário para apoiar melhorias das ruas da cidade, mas nada foi liberado. “Não querem mandar recurso, mandem pelo menos equipamento. Eu preciso desses equipamentos. Eu preciso da ajuda do governo do Estado”, declarou.

Completou dizendo que Parintins merece respeito por conta de sua importância como segundo maior município Amazonas e por sua projeção cultural.. “Estou chateado da forma que estou sendo tratado. Chateado com a maneira que assessoria do governador tem tratado os funcionários da Prefeitura e até mesmo os do governo do Estado em Parintins.

Foto: Amazonastur/Alfredo Fernandes