Periquitos: Ipaam reúne com síndicos da Efigênio

Por Portal do Holanda

06/12/2014 11h02 — em Amazonas

Representantes dos condomínios da avenida Ephigênio Salles que estão no raio de influência dos periquitos de asa branca participaram de reunião com equipe técnica do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), a convite do órgão ambiental, na tarde de sexta-feira (5).

Estavam presentes representantes de sete condomínios, sendo Florença Park, Palácio das Artes, Jardim, Vila Rica, Greenwood, Mundi e Residencial Ephigênio Salles.

O presidente do Ipaam, Antonio Ademir Stroski, explicou que a intenção da reunião era construir uma agenda positiva na relação entre os moradores do perímetro e as aves que adotaram o local para pernoite e receber sugestões que possibilitem boa convivência, “sem onerar os condomínios”, conforme ressaltou o presidente.

Antonio Stroski explicou ao grupo que o Ipaam só vai se manifestar sobre a morte dos pássaros depois que for apurado pela polícia e também mediante resultado dos exames feitos a partir dos corpos das aves, mas que não se podia esperar o resultado dos exames para definir outras ações em benefício da espécie e os moradores certamente possuíam contribuições a dar.

A gerente de Fauna, Sônia Canto, exibiu imagens de tipos de aves que são características de Manaus e vistas também na área urbana para que os moradores conhecessem e depois explicou sobre o comportamento dos periquitos de asas brancas, características que foram confirmadas pelos moradores, como por exemplo o período de aproximadamente quatro meses em que as aves se utilizam da área para dormitório para depois partirem para outros locais da rota migratória.

A seguir foi franqueada a palavra para que os representantes dos condomínios se manifestassem e dessem sugestões. Eles manifestaram preocupação com ameaças e represálias por parte de algumas pessoas que insistem em culpar os condomínios pela morte dos pássaros, antes mesmo dos resultados das investigações.

Os representantes apresentaram sugestões muito importantes que serão viabilizadas pela equipe técnica do Ipaam. Os representantes também se ofereceram para serem os olhos do Ipaam e ligarem ao identificar situações suspeitas em relação aos periquitos.