Siga o Portal do Holanda

Amazonas

Parceria com Manaus Ambiental vai atacar problemas de saneamento

Publicado

em

Ações conjuntas entre a Prefeitura de Manaus e a concessionária de água Manaus Ambiental em bairros da cidade estão ajudando a resolver problemas que causavam atrasos no andamento de obras e incômodo aos moradores. São problemas relacionados a bueiros e esgotos e tubulações rompidas que acarretam infiltrações na camada asfáltica, prejudicando os serviços da prefeitura.

A Travessa Magalhães Barata, localizada no bairro Betânia, zona Sul, é uma das áreas atendidas dentro dessa ação. Os moradores sofriam com a situação de alagamento e transbordamento do sistema de esgoto sanitário. Esta semana equipes da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) e da Manaus Ambiental iniciaram o serviço na área.

Os trabalhos estão concentrados na dragagem de duas caixas coletoras, desassoreamento, desobstrução de bueiros da área e alargamento do sistema de esgotamento sanitário com a implantação de novos tubos. Para as obras, que serão concluídas na próxima semana, estão sendo utilizadas bomba submersa, retroescavadeira e hidrojato.

Moradora da Travessa Magalhães Barata há 16 anos, Ivete Baranovski se sente esperançosa com as obras. "Essa situação é antiga e nos causa grande desconforto, mas estamos acompanhando os serviços de perto e acredito que agora o problema será resolvido", comemora.

O trabalho executado, segundo o subsecretário de Serviços Básicos da Seminf, Antônio Peixoto, apesar de trazer melhorias perceptíveis e imediatas, é paliativo. “Para ser permanente é necessária a retirada das casas na beira do igarapé. As mesmas já foram mapeadas pelo Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus. Por se tratar de uma área de difícil acesso, a entrada de equipamento pesado só pode ser feita após a retirada das casas”, explica.
Regularização

Outra ação desenvolvida em conjunto para facilitar o serviço da Seminf é a de regularização das ligações de água da rede pública de abastecimento. Peixoto explica que em ações nos bairros é comum encontrar redes de ligações clandestinas que causam problemas de infiltração na camada asfáltica e provocam o aparecimento de buracos.

Segundo a Manaus Ambiental, dos 630 milhões de litros de água distribuídos por dia pela concessionária, cerca de 252 milhões de litros não são faturados pela empresa - desperdício que equivale a mais de 40% do total disponibilizado para o consumo diário.

+ Amazonas

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2020 Portal do Holanda.