MPs e Defensorias pedem afastamento de secretários que receberam vacina

Por Portal do Holanda

25/02/2021 17h07 — em Amazonas

Secretária municipal de Saúde, Shadia Fraxe, foi citada em representação. Foto: Divulgação

Manaus/AM - O Ministério Público de Contas (MPC), Ministério Público de Contas (MP-AM) e defensorias públicas do Estado e da União pediram em representação ao Tribunal de Contas do Amazonas (TCE) o afastamento do cargo por 60 dias dos secretários municipais Sabá Reis (Limpeza) e Shádia Fraxe (Saúde), e de Luis Claudio de Lima Cruz, subsecretário da Semsa (Secretaria Municipal de Saúde). Os três receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19 no primeiro dia de imunização, 19 de janeiro.

Os órgãos ingressaram com duas representações: uma contra Sabá Reis e outra contra Shádia Fraxe e Luis Claudio. O presidente do TCE, Mario de Mello, publicou nessa quarta-feira (24) o despacho no Diário Oficial Eletrônico do Tribunal e encaminhou os processos aos relatores Alípio Reis Filho e Júlio Assis Pinheiro, respectivamente.

De acordo com as representações, o objetivo é apurar e definir as responsabilidades de agentes públicos pela, segundo os órgãos, falta de transparência e de impessoalidade administrativa na execução da campanha de imunização da covid-19 em Manaus.

Os órgãos de controle alegam que há evidências de obscuridade, improbidade e desvios na seleção dos vacinados e na composição das listas de vacinação, com várias pessoas beneficiárias sem função no serviço de saúde e atendimento direto aos doentes de Covid-19.

Clique para baixar arquivo


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Amazonas