Siga o Portal do Holanda

Amazonas

"Montanha" diz ter matado homem por causa de ar-condicionado

Publicado

em

Manaus/AM - Alex Trindade Montanha, de 20 anos, o “Montanha”, apontado como autor do homicídio de Francisco Edgard de Souza Bezerra, de 35 anos, ocorrido no dia 25 de maio deste ano no bairro Mauazinho, zona Leste de Manaus, foi apresentado nesta sexta-feira, 6, pelo delegado titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Ivo Martins.
 
Conforme a DEHS, "Montanha" alegou que a matou a vítima em razão da venda de um ar-condicionado, mas para a polícia o crime foi motivado por uma dívida relacionada ao tráfico de drogas. O suspeito foi interceptado por PMs na noite da quinta-feira, 5, por volta das 19h, no momento em que caminhava pela Avenida Brasil, bairro Compensa, zona Oeste. 
Durante a coletiva, o delegado informou que Alex estava em atitude suspeita e foi conduzido ao 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP), na Avenida Coronel Teixeira, bairro Santo Agostinho, zona Oeste. Na unidade policial apresentou uma certidão de nascimento com nome falso.

“Os escrivães do 19º DIP suspeitaram que ele pudesse estar mentindo e desconfiaram da veracidade do documento apresentado. Após pesquisa no sistema de dados da Polícia Civil foi descoberto o nome verdadeiro do indivíduo e também que ele já possuía três passagens por tráfico de drogas e uma por homicídio, além de dois atos infracionais, sendo um roubo e o outro sequestro, cometidos quando ele era adolescente”, argumentou o titular da DEHS.

Após a descoberta da ficha criminal do indivíduo, os policiais civis do 19º DIP entraram em contato com a equipe de investigação da DEHS, que estava à procura do jovem, pois havia um mandado de prisão em nome dele, expedido pelo juiz da 1ª Vara do Tribunal do Júri, Eliezer Fernandes Júnior.
Alex foi indiciado por homicídio qualificado, por motivo fútil. Ao término dos procedimentos legais o rapaz será encaminhado à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde irá permanecer à disposição da Justiça.  
 
Crime
 
O homicídio de Francisco Edgard de Souza Bezerra aconteceu no dia 25 de maio deste ano, por volta das 20h, em via pública, na Rua do Areal, Beco São Francisco, Comunidade Parque Mauá, bairro Mauazinho, zona Leste. “Francisco estava na casa dele quando Alex o chamou para conversar, mas a vítima teria se recusado a ir ao encontro do infrator. Horas depois Francisco deixou o imóvel para comprar cigarros e foi atingindo na coxa direita e região lombar por tiros disparados por Alex e um comparsa, até o momento não identificado. Francisco ainda foi socorrido com vida, levado a um hospital na capital, mas acabou falecendo no mês seguinte”, explicou Ivo Martins.

O delegado titular da DEHS disse que Francisco teve um ar-condicionado furtado por uma pessoa que estaria com uma dívida relacionada ao tráfico de drogas com Alex. O indivíduo teria vendido o aparelho para quitar o que devia a Alex e Francisco, na época, acabou descobrindo o feito.   

Alex alegou, no momento da coletiva, que havia comprado o aparelho de Francisco, mas que a vítima queria desfazer o negócio sem devolver a quantia paga por ele, R$150 em espécie. O infrator também disse que teria sido ameaçado por Francisco uma semana antes do crime, o que o motivou a comprar uma arma de fogo e cometer o delito.

“O Inquérito Policial indica que a morte não foi motivada pela venda do ar-condicionado, mas pelo acerto de contas relacionado à dívida de tráfico de drogas, até porque a vítima também participava dessa movimentação. Nós cumprimos o nosso papel que é recolhê-lo à prisão, mandá-lo para a Justiça e deixá-lo à disposição para que ele possa responder pelo crime que cometeu”, concluiu Martins.

+ Amazonas

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2020 Portal do Holanda.