Melo será oficializado candidato à reeleição com apoio de 16 partidos

Por

29/06/2014 20h10 — em Amazonas

 

 

O Partido Republicano da Ordem Social (Pros) realiza nesta segunda-feira, 30 de junho, a sua convenção estadual para confirmar a candidatura de José Melo (Pros) a reeleição para o Governo do Amazonas. O vice-governador na chapa será o deputado federal Henrique Oliveira (SDD). A reunião ocorrerá às 18hs na casa de shows Charriot (antigo Meu Xodó), localizada na Avenida Max Teixeira, bairro da Cidade Nova, zona Norte da cidade.

 

A coligação de apoio à candidatura de José Melo é composta por 16 partidos. O ex-governador Omar Aziz (PSD) é o candidato ao Senado pela chapa. José Melo assumiu o Governo do Amazonas no dia 4 de abril de 2014 após a desincompatibilização de Aziz, de quem era vice-governador.

 

O professor José Melo, como é conhecido pela população, é presidente estadual do Pros, e em pouco menos de três meses de governo deu continuidade a obras importantes e imprimiu sua marca tomando a dianteira na fiscalização diária de obras e demonstrou capacidade de diálogo e liderança em negociações. Em menos de um mês no cargo, enfrentou a mobilização de policiais militares e professores e encontrou alternativas para atender às reivindicações das categorias.

 

“Estou dando continuidade ao trabalho do governo que mais gerou confiança no povo, o mais bem avaliado do Brasil. Mas minha candidatura não tem apenas esse condão. Vamos trabalhar para fortalecer nossa educação, saúde, infraestrutura, a área social e na criação de condições para explorar as riquezas que Deus colocou na nossa terra, como o petróleo, o gás, a piscicultura, a fruticultura, farmacopeia, dando condições para gerar riquezas de forma sustentável para o nosso povo”, adianta José Melo sobre o seu plano de governo.

 

Melo começou sua candidatura recebendo o apoio do ex-governador Omar Aziz, presidente estadual do Partido Social Democrático (PSD). Logo ganhou a adesão majoritária das lideranças políticas do interior. O Prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto (PSDB), e prefeitos de 57 dos 61 municípios, de vários partidos, e mais de 500 lideranças políticas, de diversas legendas, entre ex-prefeitos, vice-prefeitos e ex-vice-prefeitos de cidades do interior formalizaram apoio a José Melo.

 

A coligação em torno da candidatura de José Melo ao Governo do Estado e de Omar Aziz ao Senado da República é formada pelo Partido Republicano da Ordem Social (Pros), Partido Social Democrático (PSD), Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), DEM, Solidariedade (SDD), Partido Republicano Progressista (PRP), Partido Social Liberal (PSL), Partido Social Cristão (PSC), Partido Trabalhista Cristão (PTC), Partido Trabalhista Nacional (PTN), Partido Humanista da Solidariedade (PHS), Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB), Partido Verde (PV), Partido da República (PR) e Partido Trabalhista do Brasil (PT do B). Com a base, o tempo de propaganda eleitoral nas emissoras de rádio e televisão é de 7 minutos e 22 segundos.

 

Biografia - José Melo de Oliveira (Pros) é economista, formado pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam). Eleito vice-governador, ao lado de Omar Aziz, no dia 3 de outubro de 2010, pelo PMDB, ele assume o governo aos 66 anos de idade. Foi deputado federal duas vezes, em 1994 e em 1998, sendo o mais votado na segunda ocasião. Em 2002, elegeu-se deputado estadual e, na Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM), presidiu as Comissões de Orçamento, Finanças e Tributação.

 

Nascido em 26 de setembro de 1946, no município amazonense de Eirunepé, na região do rio Juruá, filho de uma família de seringueiros, José Melo iniciou a vida profissional na iniciativa privada. Alfabetizado aos 11 anos de idade, quando a família veio para Manaus, sempre estudou em escola pública e sua história de vida está relacionada à educação, de onde foi alçado à política.

 

O professor José Melo, como é conhecido, iniciou a vida pública em 1967, lecionando História no Ginásio Estadual Estelita Tapajós, após uma curta passagem pelo Banco Comercial do Pará. Também lecionou na antiga Escola Técnica Federal do Amazonas. Entre 1970 e 1984, atuou na então Universidade do Amazonas, em várias funções, entre elas as de datilógrafo e de diretor do Departamento de Educação e Desportos. Foi Interino na Sub Reitoria para Assuntos Acadêmicos, membro do Conselho Universitário e assessor especial e para Assuntos Acadêmicos. Foi, ainda, membro da equipe que elaborou o Regimento Interno e o Estatuto da Universidade com vistas à reforma universitária; das equipes que elaboraram a normatização da implantação da referida reforma e o processo de reconhecimento de 18 cursos da universidade.

 

Entre 1984 e 1987, foi delegado do Ministério da Educação e Cultura. De 1989 a março de 1991, foi secretário de Educação e Cultura do Estado do Amazonas. Entre 1993 e março de 1994, foi secretário Municipal de Educação de Manaus. Em 1995, voltou a assumir a Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Desportos do Amazonas. Também esteve à frente do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário do Amazonas (Idam) e da Secretaria de Estado de Coordenação do Interior (Seint) e atuou como consultor em várias empresas privadas.

 

Entre 2005 e 2006, foi presidente da Sociedade de Navegação Portos e Hidrovias do Amazonas (SNPH). Ainda em 2006, assumiu a Secretaria de Governo do Amazonas (Segov), onde esteve no comando até abril de 2010, quando se desincompatibilizou para concorrer à vaga de vice-governador, função que ocupou até 4 de abril de 2014.

 

Atual presidente estadual do Partido Republicano da Ordem Social (PROS), José Melo é casado com Edilene Gonçalves Gomes de Oliveira, é pai de cinco filhos – Marita, Edson, Vanessa, Jasper Neto e Thaísa e tem dois enteados – Fábio e Érica.

 

Assumiu o cargo de Governador do Amazonas no dia 4 de abril de 2014 após a desincompatibilização de Omar Aziz, de quem era vice-governador. O professor José Melo, como é conhecido, é pré-candidato a reeleição pelo Pros, tendo como vice o deputado federal Henrique Oliveira (SDD).