Manaus tem ato contra racismo em frente ao Carrefour

Por Portal do Holanda

27/11/2020 19h25 — em Amazonas

Manifestantes - Foto: Caio Guarlotte / Portal do Holanda

Manaus/AM - Cerca de 50 pessoas se reuniram em um ato contra o racismo, na frente da loja do Carrefour Flores, na Avenida Djalma Batista, na Zona Centro-Sul da capital. A escolha do local se deu após a morte de um homem espancado e morto em uma franquia do supermercado em Porto Alegre, Rio Grande do Sul.

Por volta das 16h, organizadores do evento usaram um carro de som, que trazia a faixa: ‘Vidas negras e indígenas importam’, para explicar ao público sobre a desigualdade racial.

O presidente da União dos Negros pela Igualdade, Luan Wendell, a luta nunca cessou, porém, o crime cometido contra João Alberto Silveira, que morreu por asfixia após ter sido violentamente agredido, renovou a vontade de mudar a realidade sobre o racismo na sociedade brasileira.

Manifestantes anexaram cartazes nos muros do estabelecimento e também pintaram a entrada do supermercado. A Polícia Militar acompanhou toda a ação pacífica e precisou intervir um homem que tentou arrancar os cartazes e criticar o movimento.


+ Amazonas