​Livraria Valer encerra atividades em novembro

Por Portal do Holanda

27/10/2015 11h00 — em Amazonas

A Livraria Valer (Rua Ramos Ferreira, 1195, Centro) encerrará as suas atividades no próximo dia 9 de novembro, logo após a tradicional promoção de fim de ano, que começará no dia 4. O anúncio foi feito hoje pelo presidente do Grupo Valer, Isaac Corrêa Maciel, que justificou a sua decisão como “uma imposição dos novos tempos” do mercado de livros no mundo. A Editora Valer, outra empresa do grupo, continuará no mercado e já planejou novos lançamentos para o próximo ano. Os atuais e novos livros do catálogo da editora estarão à venda nas livrarias da cidade.

Isaac disse que a Livraria Valer encerra no Amazonas um ciclo virtuoso de formação de leitores e agitação cultural que durou 25 anos. “Há alguns anos vínhamos resistindo às mudanças radicais no comércio livreiro, principalmente a partir do surgimento da internet, das grandes redes de livrarias e dos shopping centers. Chegou um momento em que as chamadas livrarias de rua não suportaram mais essas mudanças. Muitas estão fechando no Brasil e no mundo todo”, explicou Isaac.

Para o empresário, fechar a livraria foi uma das decisões mais difíceis da sua vida, até porque esse momento vinha sendo protelado já algum tempo. “Aguentamos até onde as nossas forças permitiram”, disse. Isaac afirmou que hoje, ainda que lhe pese essa medida, está mais animado que triste, em razão do legado cultural deixado para o Amazonas e para a Amazônia. Isso porque, juntamente com a Editora Valer e outros parceiros, a livraria promoveu a leitura, o cinema, o teatro e as artes plásticas amazonenses e amazônicas.  Isaac lembrou o Festival Literário Internacional da Floresta (Flifloresta), realizado em 2008, com a participação de 68 escritores de três continentes, que se somaram com os nacionais e locais. Mais de 200 mil pessoas assistiram à programação do evento, realizado simultaneamente no Parque dos Bilhares e nos auditórios da Universidade do Estado do Amazonas (UEA). Durante quinze anos a livraria manteve o projeto Quarta Literária, cujas atividades estavam constituídas de debates, palestras e saraus sobre obras clássicas e contemporâneas. “São dois exemplos que retratam a dimensão do compromisso da livraria com a cultura local. Então, a livraria não foi um lugar que simplesmente vendeu livro; foi, também, um espaço de agitação cultural”, disse.

Promoção

Neste ano, a tradicional promoção, realizada em dezembro, foi antecipada para novembro, para dar aos leitores a oportunidade de aproveitar os últimos dias de funcionamento da livraria, com a aquisição de livros quase de graça. Todos dos livros estão com descontos que vão de 50% a 90%. Na abertura da promoção, no dia 4, a livraria terá em gôndolas mais de 30 mil exemplares, todos na promoção.

A livraria estará aberta das 8h às 18h, de quinta-feira, dia 5, a domingo, dia 8.

+ Amazonas