Siga o Portal do Holanda

Pedido do MP

Justiça impede prefeitura de realizar festas que causariam aglomeração no Amazonas

Publicado

em

Foto: Divulgação Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Manaus/AM - Duas festas de inauguração de obras que seriam realizadas pela Prefeitura de Tapauá nesta quinta-feira (13) foram impedidas pela Justiça do Amazonas após ação do Ministério Público (MP-AM). A juíza Priscila Barreto aceitou os argumentos do MP, considerando que a realização da festa poderia causar aglomeração de pessoas contrariando medidas sanitárias contra o novo coronavírus. 

Os eventos seriam para inauguração de um ginásio poliesportivo e de uma rotatória no Município. O promotor de Justiça Bruno Batista da Silva, autor da ação, também ressaltou que os eventos vão de encontro com as determinações do próprio poder municipal que, apesar de ter começado a flexibilizar as medidas restritivas, manteve proibidos eventos e atividades públicas e privadas com a presença do público.

Dessa forma, Justiça determinou ao Município de Tapauá a obrigação de não fazer, consistente em cessar o evento relativo à inauguração da Rotatória da Cidade, localizada na Avenida Presidente Costa e Silva, esquina com a Rua Muraid Said, Bairro Açai, e da Quadra de Esportes Prof. Paulo Jorge.

+ Amazonas

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2020 Portal do Holanda.