“Igarapé dos Currais” é atração no Les Artistes Café Teatro

Por

19/06/2014 11h38 — em Amazonas

Na sexta-feira, 20, Pedro Cesar Ribeiro agita a programação cultural da cidade com a apresentação do show musical “Igarapé dos Currais”. A programação inicia às 17 horas e conta ainda com exposição de peças artísticas e decorativas produzidas com material reciclado e pré-show de Gil Valente.

Espetáculo essencialmente amazônico, de canções autorais de temática amazônica, que retratam a vida cotidiana e cenários da Amazônia a partir de uma concepção contemporânea e universal. Assim pode ser definido este trabalho do cantor e compositor parintinense Pedro Cesar Ribeiro, que será apresentado no Les Artistes Café Teatro (Av. 7 de Setembro, 377 – Centro).

Para tornar a programação ainda mais atrativa, Pedro Cesar convidou alguns artesãos e artistas plásticos da cidade para compartilharem o espaço para exporem peças artísticas produzidas com material reciclado. A exposição inicia às 17 horas e o show musical começa às 19 horas com pré-show do cantor paraense Gil Valente.

Além de uma boa opção de lazer cultural, o público também poderá aproveitar a programação para exercitar a cidadania e a consciência ambiental. Em parceria com a Secretaria Municipal de Limpeza Pública – Semuslp, será realizada coleta seletiva no local, e os interessados em contribuir podem levar materiais plásticos, latinhas, pilhas, partes e pelas de aparelhos eletroeletrônicos e de informática para descarte.

Espetáculo premiado - O show em Manaus marca o início de uma série de apresentações em outras cidades da região Norte do país, seguindo para Macapá, no Amapá, e Santarém e Belém, no Pará, no mês de julho. “A proposta de circulação do espetáculo “Igarapé dos Currais” é resultado de um trabalho maior, que envolve o registro das músicas autorais”, afirma Pedro Cesar, que comemora a seleção do seu projeto nos editais públicos Prêmio Som da Cidade 2013, da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos – ManausCult / Prefeitura de Manaus, e no Programa Amazônia Cultural 2013, do Ministério da Cultura (MinC), que viabilizou a circulação do show para outras cidades da região. “Sem os editais seria muito difícil, quase impossível apresentar o show na forma como foi concebido, na companhia dos músicos instrumentistas”, diz Pedro Cesar.