Falta de kit intubação faz Amazonas suspender cirurgias eletivas no estado

Por Portal do Holanda

31/03/2021 15h10 — em Amazonas

Foto: Pixabay

Manaus - O Amazonas decidiu suspender as cirurgias eletivas (procedimentos agendados) após a crise da falta de “kit intubação”, composto por bloqueadores neuromusculares e sedativos. A falta de insumos atinge todo o Brasil e por conta disso deixou a Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), em alerta. 

A SES-AM orienta que sejam mantidas apenas as cirurgias de urgência e emergência e aquelas que não podem ser adiadas por risco aos pacientes, como as cardíacas e oncológicas.
 
“Vamos suspender as cirurgias eletivas na rede estadual e recomendar que a rede privada avalie também a possibilidade”, disse o secretário Marcellus campelo.
 
Aquisição de medicamentos – A escassez de medicamentos usados na intubação de pacientes com Covid-19 levou o Ministério da Saúde a fazer a requisição administrativa da indústria local. Com isso, toda a produção está sendo direcionada para o Ministério da Saúde fazer a distribuição entre os estados.
 
O Hospital Delphina Aziz, a maior unidade referência para Covid-19 no Estado, com 180 leitos, não está conseguindo fazer aquisições com seus fornecedores por conta da requisição do Ministério da Saúde. Enquanto o Instituto Nacional de Desenvolvimento Humano (INDSH), Organização Social que gerencia a unidade, busca novos meios de aquisição, a Central de Medicamentos do Amazonas (Cema) está abastecendo o hospital. 
 
A Cema realiza compras em grande quantidade e tem estoque para aproximadamente um mês. Além disso, começou a receber remessas de medicamentos do Ministério da Saúde, mas trabalha em novas estratégias de compras para garantir o abastecimento futuro, como as compras internacionais, que também dependem do aval do Ministério da Saúde.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Amazonas