Escolas particulares criam ouvidoria para intermediar negociações com pais

Por Portal do Holanda

21/04/2020 9h16 — em Amazonas

Ouvidoria de escolas particulares vai receber e encaminhar demandas de famílias às escolas - Foto: DivulgaçãoFoto: Divulgação

Manaus/AM - O Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino Privado do Estado do Amazonas (Sinepe-AM) lança um canal de diálogo entre pais, alunos e representantes das escolas particulares. Trata-se da Ouvidoria da Educação Particular do Amazonas, que se propõe a intermediar as negociações com pais e alunos sobre mensalidades e práticas pedagógicas.

Para a presidente do Sinepe-AM, Elaine Saldanha, a iniciativa representa um pacto pela qualidade da educação, auxiliando na mobilização e promoção das ações pedagógicas na rede privada. A Ouvidoria atenderá instituições associadas e não associadas ao sindicato. “Buscamos, através da Ouvidoria, fortalecer a parceria que as famílias sempre tiveram com as instituições onde seus filhos estudam. Intermediar essa negociação será importante, pois cada instituição tem seus problemas específicos”, acrescenta a vice-presidente do Sinepe-AM, Laura Cristina.

A Ouvidoria da Educação Particular do Amazonas receberá as solicitações para encaminhá-las aos representantes financeiros e pedagógicos das instituições de ensino, acompanhando as providências e soluções, dando o respectivo retorno aos interessados. O canal funcionará de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, pelo WhatsApp (92) 9 8463-4660.

Negociações

A ideia surgiu durante as discussões que a entidade tem participado, por conta da pandemia do Covid-19. O Sinepe-AM tem alertado que as negociações com relação às mensalidades devem ser feitas diretamente entre as escolas e os pais dos alunos, porque cada instituição tem um determinado porte e dificuldades específicas. É nesse caminho que a entidade se propõe a ajudar, evitando cortes bruscos, que causem o fechamento de instituições e demissões de milhares de profissionais da educação


+ Amazonas