Melo elege prioridades em encontro com prefeitos

Por Portal do Holanda

22/10/2015 11h24 — em Amazonas

Manaus/AM - A tônica da reunião do governador José Melo, na manhã desta quinta-feira, 22, com os prefeitos dos municípios amazonenses foi a queda de arrecadação do Estado  e a indicação de prioridades para investimentos.
Com o agravamento da crise no país, o Governo do Estado monta estratégias para enfrentar o cenário de recessão em 2016, indicado por especialistas.



Em entrevista à imprensa antes da reunião, José Melo disse que enfrentou o desafio de ter investimentos menores, mas manter os serviços e garantir o pagamento da folha. Desde o início do ano, o governo tem reduzido custos. Em março, foi implantada a primeira reforma governamental, que diminuiu cargos comissionados, secretarias, reduziu valores de convênios, projetando economia de R$ 700 milhões. Em outubro, José Melo aprovou a segunda fase da reestruturação, com nova meta de cortes de mais R$ 500 milhões. Entre outras medidas, como fusão de secretarias, José Melo reduziu em 10% o próprio salário, o do vice-governador Henrique Oliveira, e dos secretários do governo. “Queremos, juntos, governo e prefeitos, encontrar mecanismos para que a gente possa estabelecer prioridades e dentro delas trabalhar em conjunto. A crise é aguda, se agrava cada vez mais. É uma crise do país e, portanto, atinge os Estados, os Municípios, as pessoas. Eu já fiz duas reformas para que a gente não quebrasse o Estado. Mas agora preciso passar para os prefeitos a real gravidade e para que eles também possam tomar decisões de prioridades”, ressaltou o governador.

Secretários de governo também estão participando da reunião. O encontro tem a presença de 55 prefeitos do interior. Apenas os prefeitos de Barreirinha, Humaitá, Ipixuna, Lábrea, Manacapuru e Tapauá não compareceram.
 

+ Amazonas