Siga o Portal do Holanda

Sobre obra em aeroporto

Deputado Pablo usou mãe e irmão como laranjas em contrato de R$ 1,2 milhão, diz PF

Publicado

em

Foto: Divulgação/Câmara dos Deputados Foto: Divulgação/Câmara dos Deputados
Foto: Divulgação/Câmara dos Deputados

Manaus/AM - As investigações sobre o caso do deputado Pablo continuam e ganharam novos contornos nessa terça-feira (11). É que a investigação da Polícia Federal aponta que o político teria usado a mãe e o irmão como laranjas para criar uma empresa que recebeu cerca de R$ 1,2 milhão para realizar a plantação de mudas no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes.

De acordo com o jornal Folha de São Paulo, o serviço fechado com a o consórcio Engeviz-Encalso-Kallas, nem chegou a ser concluído, mas o pagamento sim.

A PF também afirma que nesse período, Pablo que era delegado da polícia federal, foi nomeado coordenador de segurança em Grandes Eventos para trabalhar na Copa do Mundo e Olimpíada. Por ser PF, por lei não é permitido que ele comandasse uma empresa, mas segundo as investigações ele assumiu o controle da empresa da mãe.

A Justiça autorizou o sequestro dos bens dele, e as investigações sobre o caso prosseguem.

+ Amazonas

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2020 Portal do Holanda.