Siga o Portal do Holanda

Amazonas

Amazonas registra 9 mil casos de leishmaniose em cinco anos

Publicado

em

O Brasil é o primeiro dos 12 países prioritários da América Latina com maior número de casos de leishmaniose tegumentar se destacando, principalmente, na forma cutânea com cerca de 20% evoluindo na forma mucosa. No Amazonas foram registrados mais de 9 mil casos no últimos cinco anos. Os dados foram apresentados pela diretora técnica da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas, a epidemiologista Rosemary Costa Pinto, durante a 1ª Conferência Internacional em Leishmaniose Cutânea na região amazônica.

Até esta quinta-feira (13), especialistas do várias partes do mundo estarão reunidos no auditório do Bosque da Ciência do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTI) para discutir diretrizes e novas perspectivas de pesquisas na área de inovação e tecnologia desta doença.

Sobre o tratamento da leishmaniose, a epidemiologista explica que vários estudos estão sendo feitos, principalmente, o de custo-efetividade, uma vez que o uso dos antimoniais tem um custo menor do que as opções que são oferecidas. “Por outro lado, a alternativa de tratamento é mais difícil, porque exige uma aplicação de nível ambulatorial ou hospitalar em função de contraindicações de medicamentos”, diz.

Na opinião da epidemiologista, o avanço nessa área, ao longo dos últimos 30 anos, é muito devagar. “Levando-se em conta que a leishmaniose é uma doença negligenciada e os grandes laboratórios não têm interesse em desenvolver pesquisas”, ressalta.

Veja Também

A pesquisadora Antonia Franco também participou da primeira sessão de palestras da Conferência com o tema “Leishmaniose cutânea no Estado do Amazonas”, logo a seguir o pesquisador da Fiocruz Rio de Janeiro, Mauro Marzochi, falou sobre os “Aspectos históricos e epidemiológicos da leishmaniose cutãmeo-mucosa pela leishmania (Viannia) braziliensis”.

Abertura Oficial

A abertura oficial da Conferência Internacional em Leishmaniose aconteceu na noite de segunda-feira (10), no Auditório do Bosque da Ciência, com a presença do diretor do Inpa, o pesquisador Luiz Renato de França; da presidente da conferência, a pesquisadora Antonia Maria Ramos Franco, e do secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão.

+ Amazonas

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2020 Portal do Holanda.