Captação do Proama está comprometida e 500 mil ficam sem água

Por

25/06/2014 10h01 — em Amazonas

Manaus/AM – A Manaus Ambiental foi comunicada pela Companhia de Saneamento do Amazonas (Cosama), sobre um acidente ocorrido por volta das 13h desta terça-feira (24), na captação da estação de tratamento de água (ETA) Ponta das Lajes, do Programa Águas para Manaus (Proama).

Uma embarcação particular, de transporte de areia, atingiu os pilares de apoio da captação de água bruta do Proama, provocando danos na estrutura de apoio da tubulação.

A operadora do sistema, Cosama, ainda não informou a previsão para os serviços de reparo. Enquanto isso, a ETA Ponta das Lajes ficará paralisada e sem produção de água, o que comprometerá a distribuição do líquido nos macros setores hidráulicos atendidos pelo Proama.

Informações dão conta de que ficarão sem água, até que a ETA Ponta das Lajes seja reativada deve atingir cerca de 500 mil pessoas.

Os macros setores hidráulicos são as unidades principais (reservatórios) que distribuem a água para os demais bairros adjacentes.

 

 

Confira abaixo a lista de bairros correspondentes aos cinco macro setores abastecidos pelo Proama.

Jorge Teixeira 1, Jorge Teixeira 2, Jorge Teixeira 3, Jorge Teixeira 4, Brasileirinho, João Saulo e Santa Inês; Aliança com Deus, Alfredo Nascimento, Cidade de Deus, Valparaíso, Fazendinha, Nossa Senhora de Fátima 2, Braga Mendes, Monte Sião e Vila Nova; Amazonino Mendes, Nossa Senhora de Fátima, núcleos 16, 23, 21, 22 e 24; Amadeu Botelho, Mutirão, Novo Aleixo, Águas Claras e Vila Rica;  Nova Floresta, Novo Reino, Nova Conquista, Gilberto Mestrinho, Nova Vitória 1, 2 e 3; Grande Vitória; São Lucas, Tancredo Neves, Castanheiras, São José 1, 2 e 3, Zumbi 1, 2 e 3, Armando Mendes e Comunidade Sharp.