Aumento superior a 5% nas contas de luz é repudiado na Aleam

Por Portal do Holanda

02/12/2020 14h04 — em Amazonas

Além do reajuste de 5,31%, o governo adota bandeira vermelha - Foto: Divulgação

Manaus/AM - O aumento na conta de energia elétrica de 5,31% anunciado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel ) para o Amazonas e a cobrança de bandeira vermelha durante todo o mês de dezembro foi repudiado pelo deputado estadual Serafim Corrêa (PSB) , nesta quarta-feira (2) na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), quando pediu que a bancada do Amazonas tome providências em Brasília.

“O governo federal decidiu colocar bandeira vermelha em todas as contas de energia no mês de dezembro. Isso significa que além do aumento que a Aneel já impôs, de quase 6%, teremos outro aumento pela passagem da bandeira. A bandeira que estava sem qualquer sobrepreço passa a ser bandeira vermelha, que implica no sobrepreço. O povo do Amazonas vai pagar dois aumentos”, lamentou Serafim.

Serafim também fez um apelo à bancada do Amazonas para que tome providências, em Brasília, a respeito da situação.
“Quero manifestar o meu repúdio. Peço que a bancada federal se movimente. É muita punição para um povo que enfrenta tantos problemas como pandemia, desemprego, pela fome e, além disso, vai ver sua conta de energia mais cara do que o previsto”, disse.

Apagão e omissão

O líder do PSB na Casa Legislativa ainda disse que Boa Vista (RR) corre o risco de sofrer apagões brevemente, já que geradores de lá, foram deslocados para Macapá (AP).

“A Aneel, sempre omissa, e aí está o exemplo do Amapá. Agora estamos correndo o risco de ver Roraima na mesma situação, porque deslocaram geradores que estavam em Boa Vista para Macapá. Se der qualquer problema em Boa Vista, faltará energia lá”, alertou.


+ Amazonas