Após estudantes encontrarem "tapurus", lanchonete da UEA é interditada

Após estudantes encontrarem "tapurus", lanchonete da UEA é interditada

Por Portal do Holanda

20/08/2015 21h42 — em Amazonas

Manaus/AM - O Departamento de Vigilância Sanitária de Manaus interditou nesta quinta-feira, 20, uma lanchonete localizada na Escola Superior de Artes e Turismo da Universidade do Estado do Amazonas (UEA).

Mais de 15 kg de alimentos foram apreendidos e descartados após a equipe constatar temperatura imprópria para armazenamento, aparência e odores sem condições de uso. Dentre os alimentos estavam salgados, sanduíches, polpa de frutas e tucumã. Além disso, problemas também foram encontrados na estrutura do local. Uma boca de acesso de esgoto foi encontrada dentro da própria cozinha, que de acordo com  o fiscal da gerência de produtos da Visa Manaus, Fábio Markendof, "dá acesso livre às pragas e insetos, constituindo risco latente".



De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), a estudante  Iris Brasil denunciou a lanchonete após ser alertada de que a pimenta que havia acabado de consumir tinha em seu pote vários "tapurus". A universitária chegou a procurar a administração do local, mas nenhuma providência foi tomada.

“Eu já acionei a reitoria da universidade e lá me ajudaram bastante, uma vez que foi um caso de desleixo por parte da empresa que cuida da lanchonete e tem a ver com nossa saúde. Meus colegas dão relatos de moscas ou lixo perto da comida na lanchonete todos os dias, além de sempre reclamar do atendimento. A vigilância sanitária deu urgência ao caso e eu espero que eles corrijam essa situação”, disse Ísis.

Conforme informações da Semsa, a empresa tem prazo de três dias úteis para providenciar a defesa. O local só pode voltar a funcionar quando o risco sanitário e demais pendências foram sanados. A multa estipulada pode chegar a R$ 60 mil.

+ Amazonas