Amazonas registrou 700 casos de câncer de colo do útero em 2020

Por Portal do Holanda

01/10/2020 11h07 — em Amazonas

Foto: Pixarbay / Só em Manaus foram 580 casos

Manaus/AM - Devido a pandemia de Covid-19 e para evitar aglomerações, a prefeitura de Manaus vai começar a Campanha Outubro Rosa com o foco na conscientização da importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama e de colo do útero.

“Vamos fortalecer a educação em saúde, orientando rodas de conversa com, no máximo, cinco pessoas nas unidades e a distribuição de informativos. Distribuímos documento para todas as nossas unidades de saúde baseados nas instruções do Instituto Nacional do Câncer, o Inca, e do nosso Departamento de Atenção Primária. Se a mulher estiver com algum sintoma suspeito de Covid-19, orientamos que ela fique em casa e, posteriormente, faça o preventivo”, destacou o titular da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Marcelo Magaldi.

Conforme Magaldi, o enfoque da educação nesse período de pandemia será o uso de preservativos, para diminuir a transmissão do HPV, a vacina para meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos, a coleta do preventivo e o encaminhamento correto para o serviço de referência do câncer, que em Manaus possui duas unidades municipais: as policlínicas Castelo Branco, no Parque 10 de Novembro, zona Centro-Sul, e Doutor Antônio Comte Telles, no São José Operário, zona Leste.

Em números

No Amazonas, o câncer do colo do útero está à frente do câncer de mama em nível de ocorrências. As estimativas do Instituto Nacional de Câncer (Inca) para o Estado, no ano de 2020, são de 700 casos novos de câncer do colo do útero, com 580 casos apenas no município de Manaus. Em relação ao câncer de mama, a estimativa é de 380 novos casos para o mesmo período.

Para fazer frente a essas doenças, no ano de 2019, as unidades de saúde da Semsa realizaram 87.631 exames preventivos para câncer do colo do útero, na faixa etária de 25 a 64 anos, e 95.303 mamografias, na faixa etária de 50 a 69 anos.

Em 2020, por ocasião da pandemia da Covid-19, que impõe a necessidade de distanciamento social, o Instituto Nacional de Câncer orientou a suspensão, desde março, das ações de rastreio organizado. Entretanto, o município de Manaus mantém apenas o rastreio oportuno, ou seja, os exames são oferecidos à mulher que comparece à UBS para outros tipos de atendimento e, caso se encaixe nos critérios para realização do exame, o mesmo é realizado ou agendado de acordo com a disponibilidade da usuária.