Siga o Portal do Holanda

vídeo

Vídeo faz reconstituição em imagens do 'Caso Flávio' e mostra como tudo aconteceu

Publicado

em

Nos próximos dias, a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) deve concluir o inquérito policial que investiga a morte do engenheiro Flávio Rodrigues dos de 42 anos. Os depoimentos e as imagens das câmeras de segurança reforçam que o fato trágico foi "um susto mal-sucedido".

Um vídeo da reconstituição, baseado nas informações prestadas à DEHS e imagens do circuito interno do Condomínio Passaredo, reafirmam a história contada à polícia pelos envolvidos: Alejandro Molina Valeiko, Elielton Magno de Menezes Gomes Junior, José Edvandro Martins de Souza Júnior, o "Júnior Gordo", o cozinheiro Vittorio Del Gatto, o policial militar Elizeu da Paz de Souza e Mayc Vinícius Texeira Parede, que assumiu a autoria do crime.  

Conforme os depoimentos, Magno estava com um amigo no Bar Bohemia, Centro de Manaus, onde ficou até o amanhecer de domingo (29) e encontrou o amigo Júnior Gordo, que estava acompanhado de Flávio. O grupo permaneceu no local até Matheus de Moura Martins convidar todos para irem à casa de Alejandro Valeiko, no Condomínio Passaredo, bairro Tarumã, zona Oeste. 

À polícia, Alejandro disse que só conhecia Matheus e Júnior Gordo, o restante conheceu no dia 29 de setembro. Informação confirmada pelo cozinheiro Vittorio Del Gatto, que já vivia com Alejandro há aproximadamente quatro meses.

O grupo passou parte do dia bebendo e consumindo entorpecentes na residência de Valeiko, antes de irem para uma rave (festa) no fim da tarde, em um sítio também no bairro Tarumã. Magno permaneceu na residência de Alejandro dormindo.

Quando eles retornaram para o condomínio, por volta das 21h30, encontraram Magno na portaria dizendo que queria ir embora, mas estava sem dinheiro para voltar para sua casa. Flávio, Júnior Gordo e Alejandro afirmaram iriam levá-lo e Magno acaba voltando com o grupo para residência de Valeiko.

Já por volta das 22h15, Elizeu e Mayc chegaram no condomínio logo após o policial chamar o amigo para fazer uma ronda no local, sem especificar na casa de quem. Eles conseguem entrar no Passaredo sem serem anunciados aos moradores da casa 179, uma vez que Da Paz já era conhecido da portaria e tinha acesso liberado. Ainda segundo Elizeu, em depoimento, ele foi até o local por iniciativa própria sem receber ordens de terceiros. +

6 minutos após Elizeu entrar na casa, Júnior Gordo enviou uma mensagem para o seu irmão dizendo que estava acontecendo um assalto e era refém. O fato pode ser atribuído ao "susto" que Elizeu decidiu dar em todos os presentes, afirmação esta dada nos depoimentos do PM e de Mayc, que o acompanhava. 

Outro detalhe notável é que 10 minutos após a chegada deles, Magno sai correndo em direção a guarita pedindo socorro. Nesse mesmo período, Flávio reagiu a ação dos dois e foi imobilizado por Mayc.

E pelo engenheiro estar gritando, Elizeu e Mayc decidiram deixá-lo fora do condomínio, detalhe este que aparece em uma das imagens das câmeras de segurança, que mostra Mayc no banco de trás do veículo imobilizando o engenheiro e Da Paz ao volante. 

Ainda no bairro Tarumã, Da Paz para o veículo para que Mayc soltasse Flávio. É quando os dois entram em um descampado, Flávio reage novamente e acaba sendo esfaqueado por Mayc.  

O corpo da vítima foi encontrado na tarde do dia 30 de setembro. Desde então, o caso segue sendo investigado pela Polícia Civil. Dos envolvidos, apenas Vittorio teve sua liberdade concedida, os demais seguem presos aguardando a conclusão do inquérito.

+ Policial

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2020 Portal do Holanda.