Siga o Portal do Holanda

Falso sumiço de produtos

Denúncias de práticas abusivas no comércio aumentam no Amazonas

Publicado

em

Foto: Mauro Smith Foto: Mauro Smith
Foto: Mauro Smith

Manaus/AM - A pandemia de Covid-19 no Amazonas levou a um aumento de denúncias de práticas abusivas do comércio no Amazonas, de acordo com reclamações recebidas pela Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (CDC/Aleam) no primeiro semestre deste ano. 

De 1º de fevereiro a 30 de junho de 2020, a CDC/Aleam contabilizou 635  reclamações, das quais 500 foram referentes a reajuste de preço de produtos essenciais acima da média, sem justa causa; e a retirada de materiais das prateleiras, causando falsa sensação ao consumidor de que o item desejado estivesse em falta. O restante das denúncias ficou a cargo dos serviços públicos de energia elétrica e água.  

De acordo com o presidente da CDC/Aleam, deputado estadual João Luiz (Republicanos), essa crescente em torno das práticas abusivas demandou a realização de inúmeras ações de fiscalização e blitz em supermercados, drogarias e instituições de saúde em Manaus e no interior do Estado, em parceria com o Procon-AM, Defensoria Pública do Estado (DPE-AM), Ministério Público Estado (MP-AM), Delegacia do Consumidor (Decon) e Instituto de Pesos e Medidas (Ipem-AM).   

 “A Comissão manteve os atendimentos, com registros das reclamações dos consumidores amazonenses. E agimos, principalmente, na coibição de práticas abusivas com diversas fiscalizações. Isso porque, devido à pandemia houve um aumento na procura de produtos como álcool 70, máscaras e medicamentos, o que levou as empresas a elevarem os preços sem qualquer justa causa”, detalhou o parlamentar.

Ainda segundo o parlamentar, além dos preços cobrados pelo álcool em gel, máscaras, luvas, a CDC/Aleam também registrou reclamações de práticas abusivas em torno de produtos básicos de alimentação e também dos serviços funerários. 


Últimas notícias

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.