Siga o Portal do Holanda

Vítima teve que fazer cirurgia

Ex-jogador do Barcelona é condenado à prisão por espancar cantor em boate na Turquia

Publicado

em

Foto: Reprodução NTV Spor

Arda Turan, ex-jogador do Barcelona foi condenado pela Justiça turca a dois anos e oito meses de prisão por bater em um cantor de rap e atirar dentro de um hospital em Istambul no ano passado.

Turan vai responder pelo crime em liberdade, mas de voltar a se meter em confusão pelos próximos cinco anos será recolhido ao regime fechado.

Para quem não acompanhou o caso,  vamos resumir os fatos. Em outubro de 2018, Arda teria partido para cima do cantor Berkay Sahin, depois de tentar flertar com a esposa dele que também estava na boate e acompanhava o show do artista.

Berkay não teria gostado nada da atitude e ao confrontar o jogador teria se descontrolado e o espancado. O cantor sofreu fratura, várias lesões e precisou ser operado.

Na ocasião, Arda foi ao hospital se dizendo arrependido e pediu para ver o paciente. No quarto ele pediu perdão a vítima e entregou uma arma na mão dela pedindo que atirasse nele.

Sahin e a esposa ficaram desesperados e discutiram com o jogador pedindo que ele deixasse o local. Irritado, Arda pegou a arma de volta e atirou contra o chão do quarto. A atitude provocou um reboliço no hospital e Turan acabou preso.

O caso foi a julgamento onde o turco foi absolvido da acusação de assédio sexual, mas condenado pela agressão. Ele também foi multado em 370 mil pelo próprio clube que defende atualmente, o Basaksehir e terá que andar na linha nos próximos anos se não quiser passar a temporada no presídio.

Vazamentos de delações estimulam linchamentos virtuais e antecipam condenações

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.