Projeto exalta história e trajetória de personalidades amazonenses

Por Portal do Holanda

13/04/2021 14h02 — em Agenda Cultural

Foto: Divulgação

Manaus/AM - Produtores culturais, diretores, dramaturgos, atrizes e atores com notória atuação na cena artística no estado do Amazonas compartilharão suas trajetórias culturais no projeto “Registros, Histórias e Narrativas sobre a Arte Amazonense – Cap. 2”. Idealizado pela Associação ArtBrasil, o projeto compreende a uma programação de lives que resultará em uma série documental protagonizada por essas personalidades que têm suas carreiras diretamente associadas à história do movimento artístico-cultural do Amazonas.

As lives acontecerão nos dias 14, 15 e 16 de abril, a partir das 9h, no canal da Associação ArtBrasil no You Tube, e pelo facebook da associação.

A programação contará com a participação de: Márcio Souza (autor, romancista e diretor de teatro); Norma Araújo (jornalista, apresentadora, atriz e diretora teatro), Márcio Braz (ator, diretor e produtor e gestor cultural); Francy Junior (atriz, diretora de teatro e produtora cultural); Gerson Albano (comunicólogo e diretor de teatro); Socorro Andrade (atriz, diretora de teatro e produtora cultural); João Fernandes (diretor de teatro, produtor e gestor cultural); Socorro Langbeck (jornalista, atriz, diretora de teatro e cineasta); Wagner Melo (ator, diretor de teatro e dramaturgo) e Ana Claudia Motta (atriz, diretora de teatro e produtora cultura), que também assina a direção geral do projeto.

Outras duas personalidades marcantes da história do movimento artístico-cultural amazonense farão uma participação especial no projeto: a atriz, diretora de teatro e produtora cultural, Ednelza Sahdo, e Nonato Nascimento, maquinista e coordenador técnico do Teatro Amazonas.

“Registros, Histórias e Narrativas sobre a Arte Amazonense – Cap. 2” dá continuidade à proposta de homenagear e registrar a importante contribuição de artistas, técnicos e gestores culturais para a manutenção, desenvolvimento e difusão das artes no estado do Amazonas.

Ana Cláudia Motta ressalta que todas os profissionais que integram o projeto contribuíram para a constituição de políticas públicas, fortalecimento do mercado cultural, manutenção, desenvolvimento, fomento e fruição dos bens artístico-culturais, formação de outros artistas e plateia e foram extremamente significantes na sua colaboração com a promoção da função social da arte.

“Apesar de uma vida inteira dedicada ao fazer artístico, à produção e democratização de bens culturais, estes artistas não tem nenhum registro oficial de sua importância que faça as futuras gerações entenderem o processo da arte na contemporaneidade como fruto das lutas, fazeres e saberes de outros e importantes personagens”, destacou a atriz e diretora do projeto.

“Registros, Histórias e Narrativas sobre a Arte Amazonense – Cap. 2” foi contemplado pelo edital Programa Cultura Criativa 2020 – Lei Aldir Blanc, lançado pelo Governo do Estado do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa (SEC). Com 21 anos de carreira, o ator, diretor, produtor e gestor cultural, Márcio Braz, realizou o estudo bibliográfico de todos os participantes do projeto e também está entre os entrevistados da live. Segundo, Márcio, foi realizada uma pré-entrevista onde cada participante contou um pouco da sua história.

"São trajetórias muitos ricas e emocionantes. Durante essas pré-entrevistas, muitos artistas se emocionaram ao relembrarem diversas situações de suas carreiras. Fico muito feliz de fazer parte desse projeto, justamente porque a memória é uma coisa que a gente não consegue guardar muito, do ponto de vista documental, audiovisual. E um projeto como esse, que trabalha com o resgate da memória, que traz a tona essas experiências que estão guardadas apenas na cabeça dos entrevistados, nos ajuda a ter um sentido histórico muito importante, por isso estou feliz em fazer parte desse projeto", destacou Márcio Braz.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Agenda Cultural