Siga o Portal do Holanda

Financiamento x covid-19

No Amazonas, Afeam financia mais de R$ 20 milhões em crédito emergencial

Publicado

em

Foto: Reprodução Foto: Reprodução
Foto: Reprodução


Manaus/AM - O Crédito Emergencial disponibilizado pelo Governo do Amazonas, por meio da Agência de Fomento do Estado (Afeam), atingiu mais de R$ 20 milhões em financiamentos alcançando os setores rural, indústria, comércio e serviço da capital e interior. O apoio financeiro da Afeam garantiu a manutenção de aproximadamente 6.348 empregos.
O crédito da Afeam foi destinado para suprir as principais despesas operacionais (custeio, folha de pagamento, aluguel, contas de consumo e manutenção da atividade produtiva) de produtores rurais, empreendedores autônomos, microempreendedores individuais (MEIs), micro e pequenas empresas, e profissionais liberais durante a pandemia, com taxas de juros de 3,6% a 9,6% ao ano e prazos flexíveis (carência de 180 dias para iniciar os pagamentos).
O acesso ao Crédito é feito exclusivamente por meio do site da Afeam, no qual o interessado pode obter informações completas, como limites de financiamento e restrições, prazos, taxas, entre outros. Na página também é possível enviar documentações, propostas e fazer o acompanhamento da solicitação.
Para o diretor-presidente da Afeam, Marcos Vinicius Castro, o Crédito representa a garantia da manutenção dos negócios e, principalmente, dos empregos, e um auxílio para a retomada da economia do estado neste período de pandemia.
Foram mais de 6 mil postos de trabalho garantidos por meio da linha de financiamento. Diante de tantas preocupações, os clientes da Afeam puderam garantir capital de giro e manter as contas em dia”, disse ele.
Atividades financiadas
Com 1.290 operações de crédito, sendo 670 no interior e 620 em Manaus, o comércio foi o setor mais beneficiado com apoio de Crédito da Afeam. Em Manaus, o comércio correspondeu a 41% das operações, seguido da indústria (36%) e de serviço (23%). No interior, o Crédito para o comércio representou 62% do total, com outros 19% para o setor de serviço, 11% para o setor rural, e 8% para o setor secundário.
As cinco atividades com maior número de operações de crédito foram: estivas em geral, venda de confecções, restaurantes/lanchonetes, perfumaria e confecção (costureira). Os beneficiados incluíram ainda oficinas de automóveis, armarinhos, camelôs, padarias, entre outros.

Veja Também

+ Amazonas

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2020 Portal do Holanda.