Jovem afirma que matou três porque foi vítima de abuso sexual

Por Portal do Holanda

10/03/2016 20h48 — em Policial

Manaus|AM - Policiais civis da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) apreenderam na tarde de quarta-feira em uma lan house localizada no bairro Cidade de Deus, zona Norte, um adolescente de 17 anos, investigado pelas mortes do pai dele e de um casal, ocorridas neste ano, no interior do Estado.

De acordo com a polícia, Samuel Tavares Batista, que era chamado de “Pará” e tinha 48 anos, foi morto pelo filho no último sábado, dia 5, por volta das 2h. O fato ocorreu no município de Manaquiri, distante 60 quilômetros em linha reta da capital, onde eles moravam.

“Apuramos que Samuel havia desconfiado que o adolescente estaria envolvido na morte do casal Rosimar Gomes Alves e Gracinilda Pinto Martins, no dia 25 de fevereiro deste ano. Após ser pressionado por Samuel para contar a verdade, o menoe confessou a autoria dos crimes e que esperou o pai dormir para matá-lo com uma barra de ferro, aplicando golpes na cabeça. Ele não aceitava ser denunciado para a polícia pelo próprio pai”, explicou o delegado Ivo Martins.

Conforme o delegado, no dia 25 de fevereiro deste ano, por volta das 19h, o adolescente teria sido convidado por um amigo do pai dele, Rosimar Gomes Alves, o “Branco”, que tinha 47 anos, para pescar perto de um flutuante, localizado na zona Rural de Manacapuru, município distante 68 quilômetros em linha reta de Manaus. Durante a pescaria, Rosimar, que já havia aliciado o infrator em outras ocasiões, teria oferecido R$ 100 para que o adolescente tivesse relações sexuais com ele.

“O adolescente afirmou ter recusado a proposta e Rosimar teria ficado agressivo. Após apanhar do homem, o adolescente teria utilizado o remo da canoa em que estavam para agredir Rosimar, que morreu no local. Aguardando os dois retornarem do passeio, Gracinilda que tinha 34 anos,  viu o corpo do marido coberto de sangue no interior da canoa e ficou desesperada, ocasião em que ela o adolescente travaram luta corporal. Ele pegou uma faca e desferiu muitos golpes na mulher, que morreu logo em seguida”, exemplificou Martins.

Após o ocorrido, os policiais civis que atuaram nos casos conduziram o adolescente à Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Manacapuru para ele ser ouvido sobre os crimes. Na ocasião, ele teria inventado que três homens encapuzados invadiram o flutuante e mataram as vítimas. Depois de ser liberado, seguiu com o pai para Manaquiri, onde cometeu o terceiro ato criminoso, relatou Ivo Martins.

“Depois de muita insistência de Samuel, o adolescente acabou revelando o que realmente havia feito. Diante da confissão, Samuel o agrediu e ameaçou entregá-lo à polícia. O infrator matou o pai e informou na Delegacia de Manaquiri que homens encapuzados teriam invadido a casa deles e cometido o crime. A versão dada, semelhante à história contada anteriormente em Manacapuru, causou certa estranheza aos policiais civis”, disse o titular da DEHS.

Depois de matar o pai, o adolescente veio para Manaus com os tios, morar com eles, segundo a autoridade policial. Ele foi apreendido após o recebimento de denúncia anônima feita à equipe da DEHS, informando o paradeiro dele.

“Ao realizar diligências no local indicado, encontramos o adolescente, que confessou ter praticado os delitos. Já estamos providenciado o mandado de internação provisória do infrator, para que ele possa permanecer em Manaus, diante da repercussão e da gravidade dos casos”, justificou Ivo Martins.

O adolescente, apreendido por ato infracional análogo a homicídio, foi encaminhado à Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai), onde serão adotados os procedimentos cabíveis.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Policial