Banido por abuso sexual a Petrix e outros 40 atletas, Fernando de Carvalho pode retomar funções

Banido por abuso sexual a Petrix e outros 40 atletas, Fernando de Carvalho pode retomar funções

Por Portal do Holanda

13/06/2020 18h09 — em Esportes

Foto: Reprodução

O ex-técnico da seleção brasileira de ginástica artística, Fernando de Carvalho Lopes, banido do esporte por acusações de abuso sexual ao ex-BBB Petrix e mais 40 atletas, obteve uma liminar do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJSE) e poderá voltar a exercer sua função.

A informação foi confirmada ao site Uol, neste sábado (13). Fernando de Carvalho é acusado de abusar sexualmente de crianças e adolescentes atletas entre 2001 e 2016, quando era técnico em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo. O ex-técnico sempre alegou inocência.

A suspensão do banimento do ex-técnico foi acatada pelo desembargador Ricardo Múcio Santana Lima, da 2ª Câmara Cível de Aracaju, que também suspendeu a multa de R$ 1, 6 milhão, cobrada em 2019, quando o técnico foi banido do esporte pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva.

O processo tramita em sigilo, e não é possível saber se a Confederação Brasileira de Ginástica (CBG) se manifestou.

 

Acusações

As primeiras acusações contra Fernando de Carvalho surgiram em julho de 2016, às vésperas da disputa dos Jogos Olímpicos do Rio, quando o MP de São Paulo abriu inquérito para apurar denúncia feita por um atleta menor de idade que treinava com Fernando.  A menos de um mês da Olimpíada do Rio, Lopes, que treinador da seleção brasileira masculina de ginástica artística, foi desligado da seleção pela Confederação Brasileira de Ginástica. Em abril de 2018, mais de 40 atletas participaram de uma reportagem do Fantástico, da TV Globo, onde relataram terem sido vítimas de abuso por Fernando, que se declarou inocente de todas as acusações e disse que as denúncias haviam sido realizadas por vingança.

+ Esportes