Siga o Portal do Holanda

Política Local

Violência contra mulher aumenta e acumula mais de 8 mil processos

Publicado

em

O plenário Ruy Araújo, da Assembleia Legislativa do Amazonas ficou lotado de mulheres, nesta segunda-feira, 25, a maioria em roupas da cor rosa, que participaram de audiência pública pela campanha “16 dias de Ativismo”, para cobrar o cumprimento das leis em vigor e políticas públicas no enfrentamento à violência contra a mulher. A programação aberta mundialmente em 25 de novembro, se estende até 10 de dezembro. Entre os assuntos tratados, o papel dos juizados de crimes contra a mulher que, no Amazonas, acumula mais de 8 mil processos.

O evento, uma parceria entre Assembleia Legislativa e Câmara Municipal de Manaus, contou com a presença de vereadoras de vários municípios do Estado, além de autoridades que tratam do tema, que divulgaram os números alarmantes desta violência que mata, com registro crescente no país.

No decorrer da audiência foi proposto ao Tribunal de Justiça do Amazonas (TJA), onde funciona a Vara Maria da Penha, um mutirão em março de 2014, considerado o mês simbólico da mulher, para dar celeridade aos processos de crimes contra as mulheres. O juiz da Vara da Mulher, Celso Antunes, disse não ter corpo técnico suficiente para atender a demanda.

Na opinião da deputada estadual Conceição Sampaio (PP) a impunidade acaba sendo uma porta aberta para que novos agressores possam surgir. “A gente precisa coibir isso, daí a necessidade dos movimentos irem às ruas nesses ‘16 dias de ativismos’ para combater essa violência e exigir o cumprimento das leis existentes”, disse. 

Palanque eleitoral contaminado por tentativa de manipular órgãos de controle

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.